Os vinhos da Toscana – a lista e as denominações

06/jul | por Deyse Ribeiro

Quem me segue no Blog e no facebook sabe que eu estou fazendo o curso de Sommelier aqui na Itália. Faço por paixão, amo vinho e toda a sua arte. Demorei um pouco para escrever sobre vinhos porque esperei os primeiros 6 meses de curso para ter bagagem suficiente para começar a escrever também sobre o vinho Toscano.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Vocês sabem que eu faço visitas as vinícolas com muita frequência e cada dia aprendo mais, é um mundo enorme e pra beber ao menos todos os tipos de vinhos toscanos tenho que viver muito ainda (Amém)!

Primeiramente gostaria de listar os vinhos que temos aqui na Toscana, até porque muitos dos meus clientes brasileiros pensam que aqui tem somente o Chianti, o Brunello e o Bolgheri. Mas na verdade temos 57!!!!

Vou depois escrevendo outros posts sobre cada tipo listado abaixo e vou depois linkando neste post.

1. O que são os DOCG, DOC e IGT na Itália?
Para você, é verdade que quanto mais ilustre a certificação, melhor o vinho? Muitos consumidores acham que sim. E ainda quando vêem que o preço de uma garrafa DOCG é encontrada por três vezes mais que um vinho IGT, eles acabam confirmando a suspeita. A minha dica é, se você pensa assim, segure o cartão antes de gastar pela garrafa e vamos entender um pouco mais sobre o assunto.

I.G.T. 
Indicazione Geografica Tipica – (Indicação Geográfica Típica)
A categoria IGT (Indicação Geográfica Típica) foi criada em 1992 para atender a demanda dos vinhos criados por enólogos de vinícolas famosas e que não atendiam as “receitas” pré-estabelecidas pelos disciplinares (DOC e DOCG). Para um vinho ganhar esta classificação é necessário que todas as uvas usadas em sua produção sejam de uma mesma região italiana e que a vinificação também ocorra nesta região, que constará no nome do vinho.Os vinhos de IGT são identificados com os territórios específicos, boa parte mais vastos que as regiões especificadas nas regulamentações das DOGC e DOC. Alguns são tão vastos como as regiões, enquanto outros são limitados a um vale ou a uma série de colinas. Para os consumidores, as IGT significam principalmente uma ampla gama de vinhos de boa qualidade, disponíveis a preços fortemente concorrentes. Durante os últimos anos, os vinhos DOC e DOCG responderam por aproximadamente 20% da produção total italiana. Com a introdução da categoria IGT, as autoridades italianas definiram uma porcentagem de vinhos de denominação de 50 %, mais da produção doméstica total.

D.O.C. Denominazione di Origine Controllata – (Denominação de Origem Controlada)
O vinho DOC deve ser feito sempre, em quantidades já estabelecidas, por vinhedos registrados no correspondente registro de uma área geográfica delimitada. Sua produção é limitada por regulamentos específicos, que também determinam o teor mínimo de álcool e um eventual envelhecimento. Os termos DOC correspondem a nomes geográficos (Chianti, Carmignano) ou o nome do vinhedo que em alguns casos, precede o nome geográfico (Brunello di Montalcino, Vernaccia)

D.O.C.G. Denominazione di Origine Controllata e Garantita  – (Denominação de Origem Controlada e Garantida)
O termo DOCG (Denominação de Origem Controlada e Garantida) é atribuído aos vinhos  que já foram reconhecidos DOC por pelo menos cinco anos e que são considerados de valor particular em relação à qualidade das características inerentes. Um vinho DOCG deve cumprir normas mais estritas que as estipuladas nas regulamentações de ‘DOC’. Uma das principais diferenças é o volume produzido inferior imposto pelas regras da DOCG. As reduções relativas à produção provavelmente foram impostas para melhorar a qualidade dos vinhos, bem como outras disposições dos códigos de produção. A norma também exige análises químicas aprofundadas para todos os vinhos DOCG. Laboratórios aprovados pelo governo devem efetuar essas análises relativas à composição física dos vinhos. Uma vez que as análises tiverem demonstrado que as propriedades químicas respeitam as normas especificadas pela regulamentação de DOCG, comitês formados por especialistas experimentam os vinhos de cada produtor. Os comitês podem recusar vinhos que não tenham cumprido as normas sensoriais especificadas ou podem solicitar aos produtores adotar as medidas impostas para corrigir os defeitos antes de aceitar ou de recusar definitivamente o produto.

Saiba Mais:
– Um vinho DOCG não é melhor que um vinho DOC ou um IGT. Pode-se garantir somente que vinhos com DOC e DOCG no rótulo atendem as exigências mínimas de produção estabelecidas pelo Governo Italiano.
– Estima-se, a partir dos dados mais recentes coletados entre 2006-2010, que atualmente haja 120 zonas de IGT, 311 DOC e 32 denominações DOCG.
– Como podem ver, nem sempre as letras mais extravagantes são do melhor vinho, isso nem sempre vai soar verdadeiro. Há, por exemplo, toscanos rotulados como IGT e melhor classificados que alguns DOCG.
– Assim como não podemos julgar um livro pela capa, também não podemos julgar um vinho pelo seu rótulo. O melhor mesmo é saber o que se encaixa melhor ao seu gosto…

Você Sabia…
Muitos vinhos conhecidos como Supertoscanos  (Supertuscan) são classificados como IGT Toscana.
Dedicarei uma postagem só para falar sobre eles, que se tornaram famosos não só na Itália, mas em todo o mundo.

10800_323372711127121_1389829902_n

LISTA
segundo dados da Fisar 2013

Vini DOCG della Toscana :

1) Vino Brunello di Montalcino DOCG
2) Vino Carmignano DOCG
3) Vino Chianti DOCG :
4) Vino Chianti Classico DOCG
5) Vino Elba Aleatico Passito DOCG
6) Vino Montecucco SangioveseDOCG
7) Vino Rosso Val di Cornia DOCG
8) Vino Survereto DOCG
9) Vino Morellino di Scansano DOCG
10) Vino Vernaccia di San Gimignano DOCG
11) Vino Nobile di Montepulciano DOCG

Vini DOC della Toscana :
1) Vino Ansonica Costa dell’Argentario DOC
2) Vino Barco Reale di Carmignano DOC o Vino Barco Reale DOC
3) Vino Bianco della Valdinievole DOC
4) Vino Bianco dell’Empolese DOC
5) Vino Bianco di Pitigliano DOC
6) Vino Bianco Pisano di San Torpè DOC
7) Vino Bianco Vergine della Valdichiana DOC o Vino Valdichiana DOC
8) Vino Bolgheri DOC e Vino Bolgheri Sassicaia DOC
9) Vino Candia dei Colli Apuani DOC
10) Vino Capalbio DOC
11) Vino Colli dell’Etruria Centrale DOC
12) Vino Colli di Luni DOC e Colli di Luni Vermentino DOC
13) Vino Colline Lucchesi DOC
14) Vino Cortona DOC
15) Vino Elba DOC
16) Vino Grance Senese DOC
17) Vino Maremma Toscana DOC
16) Vino Montecarlo DOC
17) Vino Montecucco DOC
18) Vino Monteregio di Massa Marittima DOC
19) Vino Montescudaio DOC
20) Vino Terre di Casole DOC
21) Vino Terre di Pisa DOC
22) Vino Moscadello di Montalcino DOC
23) Vino Orcia DOC
24) Vino Parrina DOC
25) Vino Pomino DOC
26) Vino Rosso di Montalcino DO
27) Vino Rosso di Montepulciano DOC
28) Vino San Gimignano DOC
29) Vino Sant’Antimo DOC
30) Vino Sovana DOC
31) Vino Terratico di Bibbona DOC
32) Vino Val d’Arbia DOC
33) Vino Val D´Arno di Sopra DOC
34) Vino Val di Cornia DOC
35) Vino Valdichiana Toscana DOC
36) Vino Valdinievole DOC
37) Vin Santo del Chianti DOC
38) Vin Santo del Chianti Classico DOC
39) Vin Santo di Montepulciano DOC

Vini IGT della Toscana :
1) Vino Alta Valle del Greve IGT
2) Vino Colli della Toscana Centrale IGT
3) Vino Maremma Toscana IGT
4) Vino Vallagarina IGT
5) Vino Val Di Magra IGT
6) Vino Montecastelli IGT
7) Vino Toscano o Toscana IGT

Fernando e seu vinhos, os meus Chianti preferidos

Fernando e seu vinhos, os meus Chianti preferidos

Não se esqueça, é possível realizar comigo:

Degustação Técnica e visita em vinícolas: essa é uma forma de conhecer a fundo as vinícolas da Toscana, aprender mais sobre o vinho e ainda fazer uma degustação técnica de vinhos guiada por quem entende e estuda a fundo os vinhos da Toscana.

Quer conhecer bem a Toscana?

Veja alguns dos passeios que ofereço aqui!
Um passeio guiado é a melhor forma de conhecer a arte, a cultura e a gastronomia local!
.


Publicidade

Compartilhe este conteúdo:


Por Deyse Ribeiro
Twitter - Facebook - Google Plus - Instagram - RSS

Participe e dê seu pitaco!