Grandes Exposições de Arte em Florença em 2014

13/fev | por Deyse Ribeiro

arte 2014

Foi apresentado o programa de exposições de Florença do Ministério de Bens Culturais Italiano, seção de Floreça, no arco do inteiro ano de 2014. O “Un anno ad arte”, desta vez propõe nove exposições em diferentes museus de Florença: começa 28 de janeiro de 2014 e termina em 11 de janeiro de 2015 o programa inteiro está abaixo. Além disso, os museus de Florença, em 2014 tem um objetivo específico: ampliar e renovar a oferta permanente dos museus.

Começo a minha listagem com as exposições que ainda estão ativas e depois  com as que ainda virão no curso do ano. Inclui ainda exposições da Rede Municipal de Museus.

EXPOSIÇÕES EM FLORENÇA:

IL POTERE DELLO SGUARDO
O poder do olhar
Cappelle Medicee
até 15/03/2014
Fechamento:  2° e 4°domingos do mês, réveillon, natal  e 1 de maio.
Ingresso: €6  por pessoa.  Visite o site.
Horário:  08:15 as 13:50, com exposição 8:15-16:50
No dia 18 de fevereiro de 2014 se celebrará 450 da morte de Michelangelo Buonarroti, um aniversário que a Superintendência de Museus do Estado decidiu  celebrar em Florença com a exposição ” O poder do olhar “, a exposição no Museu das Capelas dos Medici oferece imagens impressionantes do fotógrafo Aurelio Amendola, especialista em arte retratando obras escultóricas. A exibição de “O poder do olhar ” tem um primeiro grupo de 15 imagens na parte central da Cripta das Capelas Medici, um segundo grupo (quatro belas fotos de David) são colocadas na tribuna à direita, onde você pode encontrar os túmulos de Cosimo I de ‘Medici e alguns de seus familiares, enquanto uma terceira seção, com duas fotografias das “prisões”  estão em frente ao local de descanso de Fernando I, sua esposa e dois filhos.

Michelangelo Buonarroti,
Schizzi di blocchi di marmo con sagoma per una crocifissione

UNA VOLTA NELLA VITA: Tesouros dos Aquivos e das Bibliotecas de Florença
Galleria Palatina do Palazzo Pitti
28/01/2014 a 27/04/2014
Fechamento segundas, réveillon, natal  e 1 de maio.
Horário: das 08:15 as 18:50 – bilheteria fecha as 18:05. Viste o site.
Ingresso: €13

Atos de nascimento de Leonardo da Vinci – Nascita di Leonardo da Vinci,
15 aprile 1452

A mostra reuni: três documentos de Michelangelo, um desenho de Rafael, o ato do batismo de Leonardo da Vinci e outros textos e notas, uma lição escrita por Galileo sobre o Inferno de Dante, obras atribuídas a Andrea Mantegna, Alessandro Allori e Giovanni Stradano ; autógrafos de Girolamo Savonarola, Poliziano, Cosimo I de ‘Medici, Joachim Winckelmann, Ugo Foscolo, Giuseppe Pelli Bence, John Fabbroni, Peter Vieusseux, Eugenio Barsanti, Vasco Pratolini, Eduardo de Filippo e Dino Campana, Prêmio Nobel Eugenio Montale (além de duas novas aquarelas ) . O objetivo da exposição – que irá propor à atenção dos visitantes para 133 peças, entre manuscritos, livros e desenhos de 33 instituições públicas – é o de oferecer a todos a oportunidade ” única” para admirar uma seleção de verdadeiras joias preservadas em alguns dos principais arquivos de cultura da cidade.

Saiba mais lendo o post: Nova Exposição em Florença mostra documentos de Leonardo, Michelangelo e Galileo

IL CAPPELLO, TRA ARTE E STRAVAGANZA
O chapéu, entre a arte e a extravagância
Galleria del Costume do Palazzo Pitti
até dia 18/05/2014
De segunda a domingo
8.15 – 16.30 fevereiro
8.15 – 17.30 março
8.15 – 18.30 abril e maio
Fechado na primeira segunda do mês.
Biglietto intero € 10.00
A Galeria do Costume (Vestuário) abre as portas para um acessório que não se destina a passar despercebido. Esta é a primeira exposição dedicada aos chapéus, cujas coleções, herança do museu – atribuível à generosidade de muitos doadores – ascenderam a mais de mil unidades em deposito, dos quais apenas uma parte será em exposição. Apesar de conter na exposição chapéus de nomes conhecidos da casa de moda como Christian Dior, Givenchy, Chanel, Yves Saint Laurent, John Rocha, Prada, Gianfranco Ferré e modistas famosas internacionais do presente e do passado  como Philip Treacy, Stephen Jones, Caroline Reboux, Claude Saint-Cyr, Paulette, é também a primeira vez que eles serão em exposição, pois é também a primeira mostra do gênero na Itália.
E é assim que o chapéu torna-se uma obra de arte, com a sua própria harmonia estética onde contribuem para a formação escultural, a componente cromática e o requinte ornamental.

Leia mais neste post: Exposições sobre Moda em Florença: Chapéus e fotografias

Il Ratto d’Europa – Olio su tela,Collezione Molinari Pradelli

LE STANZE DELLE MUSE: pinturas barrocas da coleção de Francesco Molinari Prandelli
Galleria degli Uffizi
11/02/2014 a 11/05/2014
Fechamento segundas, réveillon, natal  e 1 de maio.
Ingresso: €11 +€4 de reserva  Visite o site.
Horário: das 08:15 as 18:50 – bilheteria fecha as 18.05.
A exposição apresenta a internacionalmente conhecida coleção Prandelli, formada pelo gosto refinado do famoso maestro Francesco Molinari Pradelli (1911-1996) através das muitas relações de viagens internacionais na esteira do sucesso da profissão. A coleção é composta de cerca de duzentas pinturas que ao longo do tempo vestiu as paredes da sua residência de Bolonha e, em seguida, a casa de campo, era admirado pelos principais historiadores da arte do século XX, europeus e americanos. O mestre deu prioridade estritamente a pintura do século XVII e XVIII documentando assim as várias escolas italianas. Temos autores como Pietro Faccini, Mastelletta, Guido Cagnacci, Marcantonio Franceschini, fratelli Gandolfi,  Luca Giordano, Micco Spadaro, Francesco De Mura, Lorenzo De Caro, Palma il Giovane, Alessandro Turchi, Sebastiano Ricci, Giovanni Battista Pittoni, Bernardo Strozzi, Bartolomeo Biscaino, Giulio Cesare Procaccini, Carlo Francesco Nuvolone, fra Galgario, Giuseppe Bazzani, Gaspard Dughet, Pier Francesco Mola, Lazzaro Baldi, Paolo Monaldi.

Karen Knorr, Serie Connoisseurs – The Work of Art at the Age of Mechanical Reproduction, 1986-1988 – © Karen Knorr

RI-CONOSCERE MICHELANGELO: a escultura de Michelangelo Buonarotti na fotografia e na pintura de 1800 a hoje
Galleria dell’Accademia
18/02/2014 a 18/05/2014
Fechamento segundas, réveillon, natal  e 1 de maio.
Ingresso: €11 +€4 de reserva   Visite o site.
Horário: das 08:15 as 18:50 – bilheteria fecha as 18.05.
Por ocasião das comemorações dos 450 anos da morte de Michelangelo Buonarroti, acontece a exposição que aborda o assunto complexo do renovado interesse e admiração pelo artista do século XIX até os tempos contemporâneos através do trabalho de escultores, pintores e fotógrafos que têm olhar para a figura de Michelangelo e suas obras, como referência iconográfica para suas realizações. A partir da produção de fotografias de alguns dos mais famosos ateliers e profissionais nos séculos XIX e XX, tentamos destacar o papel que a fotografia tem desempenhado na consolidação da aclamação da crítica e iconografia de Michelangelo e, através dela, o comemoração do seu mito. A exposição começa com as principais representações históricas do caráter e personalidade de Michelangelo, com obras de Eugène Delacroix e Auguste Rodin, Eugène Piot, Édouard- Denis Baldus, o Alinari, John Philpot Brampton, só para mencionar alguns.

Jackson Pollock

JACKSON POLLOCK E MICHELANGELO:  a Firenze confronto tra due maestri
Em Florença confronto entre dois maestros
21/03/2014 a 30/08/2014

Palazzo Vecchio
Uma exposição na primavera com desenhos e pinturas do pintor norte-americano Jackson Pollock, o mestre indiscutível da pintura de ação, vem a Florença para uma comparação virtual com o gênio do Renascimento, Michelangelo Buonarroti. Este é o show ‘A figura de fúria”, que, inspirado pelos primeiros estudos do pintor norte-americano e seu interesse pela obra de Michelangelo correlaciona estilos, assuntos, histórias e mundos diferentes. O informal Pollock vai ser assim no espelho com o Michelangelo inacabado, do Renascimento florentino de forma clássica e italiano serão idealmente colocado em diálogo com a do anti-forma do artista norte-americano, em uma exposição que se transforma em um evento-experimento tornando-época. A exposição está no período de comemorações do  450º aniversário da morte de Michelangelo Buonarroti, que teve lugar em Roma, 18 fevereiro de 1564 e será realizada na primavera no Palazzo Vecchio, que hospeda no Salone dei Cinquecento o Gênio da Vitória de Michelangelo e onde serão expostos desenhos e pinturas de Pollock, e o ex- tribunal de St. Florence, espaços interativos sobre a vida e arte do pintor.

PONTORMO E ROSSO FIORENTINO: Divergente vie della “maniera”
08/03/2014 a 20/07/2014

Palazzo Strozzi
Horário: todos os dias  9.00-20.00 inclusive feriados
todas as quintas 9.00-23.00
Ingresso € 10,00 – Viste o site
Uma exposição dedicada à obra de Pontormo e Rosso Fiorentino, pintores não convencionais e de mente aberta entre os protagonistas da “nova maneira” de entender a arte em1500, e que Giorgio Vasari chamada de “maneira moderna”. Pontormo e Rosso Fiorentino, aprendem com Andrea del Sarto, mas ainda mantém uma forte independência e liberdade de expressão. Pontormo, foi um pintor sempre preferido pelos Medici e aberto à diversidade linguística e renovação dos sistemas tradicionais de composição,  Rosso por outro lado, foi amarrado a tradição enquanto ansiava por originalidade e audácia, também teve influencia da literatura e esoterismo cabalístico. Depois da recente exposição de grande sucesso de Bronzino, os curadores preferiram concentrar-se em um caminho amplo e variado de obras-primas desses dois grandes artistas, dando prioridade ao esplendor formal e a maior poesia, Pontormo e Rosso Fiorentino para torná-lo legível e claro, não só para especialistas, mas também para o público em geral através de seções temáticas dispostas em ordem cronológica. Um evento único, que reúne pela primeira vez as obras dos dois artistas da Itália e no exterior , muitos dos quais foram restaurados para a ocasião.

Botteghe Granducali,Ex voto di Cosimo II,1617 – 1624, cornice del tardo settecento, rilievo in mosaico di pietre dure, cm. 54,5 x 64,5,Firenze, Musei degli Argenti

SACRI SPLENDORI: os tesouros da Capela das relíquias do Palazzo Pitti
Museo degli Argenti (Museu de Pratarias) do Palazzo Pitti
20/05/2014 a 28/09/2014
Fechamento segundas, réveillon, natal  e 1 de maio.
Horário: das 08:15 as 18:50 – bilheteria fecha as 18:05. Viste o site.
Ingresso: €13
Em 1616 foi consagrada com cerimônia solene a Capela das Relíquias do Palácio Pitti, o símbolo da devoção da Grã-Duquesa da Toscana Maria Maddalena d’Asburgo e  dos últimos Granducas Médici. Construído por Cosimo I nos anos sessenta do século XVI, a capela é octogonal.  Desde 1610 foi objeto de importantes trabalhos de decoração por várias Grã-Duquesas da família Medice para guardar as relíquias preciosas que formam uma parte importante de suas coleções.

Baccio Bandinelli,
L’ebbrezza di Noè, (particolare), marmo, Firenze,
Museo Nazionale del Bargello

BACCIO BANDINELLI: escultor e maestro (1493-1560)
Museo Nazionale del Bargello
09/03/2014 a 13/07/2014
Fechamento: 2° e 4° segundas feiras do mês, réveillon, natal  e 1 de maio.
Ingresso:
€x  por pessoa.  Visite o site.
Horário:
das 08:15 as 17:00 – bilheteria fecha as 16:20.
Baccio Bandinelli , “artista de renome eterno ” : este é o julgamento final de biografia dedicada a ele por Vasari, esta exposição confirma finalmente a Bandinelli a sua posição de mérito no panorama da escultura maneirista italiana e restaura a verdade em um artista condenado ao ostracismo pela crítica ao longo dos últimos dois séculos, até hoje. A biografia de Bandinelli – após as de Michelangelo, Vasari e Rafael – é a mais extensa das biografias contadas por Vasari em seu livro, é um script atormentado, considerando-se o ódio entre os dois artistas, onde Vasari é finalmente forçado a admitir a magnitude de Baccio – “linguagem terrível e talento. ” Além das obras-primas  como o Baco do Palácio Pitti, os trabalhos presentes no Bargello, relevos de mármore do coro da Catedral, serão exibidos ainda os bustos de Cosimo I e do magnífico Mercurio do Louvre, na pintura “Leda e o Cisne” (Paris), a única pintura de Bandinelli, autógrafa e certamente nunca apresentada em uma exposição antes, e do famoso retrato de Baccio Bandinelli no Museu Isabella Stewart Gardner, em Boston. Considerando a riqueza de material, a exposição também vai estender até uma parte da Sala de Michelangelo, além de duas salas geralmente envolvidas para exposições temporárias do Bargello. Os grandes monumentos públicos, sagrados e profanos, necessariamente ausentes do show, serão amplamente ilustrados e discutidos em uma seção separada do catálogo, como as obras em exposição, e serão documentadas na exposição através de um vídeo, feito para a ocasião. Ele fornecerá uma ampla campanha fotográfica, miscelânea de muitas das obras de Bandinelli.

Questioni di famiglia

QUESTIONI DI FAMIGLIA: Vivere e rappresentare la famiglia oggi
Questão de família: viver e representar a família hoje
14/03/2014 a 20/07/2014
Palazzo Strozzi
Centro di Cultura Contemporanea Strozzina
Horário: de terça a domingo 10.00-20.00; quintas 10.00-23.00; fechado as segundas
Ingresso: valido por 30 dias- € 5,00 – Viste o site
ingresso gratuito as quintas 18.00-23.00
Artistas: Guy Ben-Ner, Sophie Calle, Jim Campbell, John Clang, Nan Goldin, Courtney Kessel, Ottonella Mocellin+Nicola Pellegrini, Trish Morrissey, Hans Op de Beeck, Chrischa Oswald, Thomas Struth


Bronzino, Sacra Famiglia, Parigi, Musée du Louvre

PURO SEMPLICE E NATURALE NELL’ARTE A FIRENZE TRA CINQUE E SEICENTO
Puro simples e natural na arte da Florença entre 1500 e 1600
Galleria degli Uffizi
17/06/2014 a 02/11/2014
Fechamento segundas, réveillon, natal  e 1 de maio.
Ingresso: €11 +€4 de reserva . Visite o site.
Horário: das 08:15 as 18:50 – bilheteria fecha as 18.05.
Giorgio Vasari, nas páginas das “Vidas dos Pintores” (1568) atribuiu um papel fundamental no “renascimento” da arte moderna aos florentinos Andrea del Sarto e Fra ‘Bartolomeo, lado a lado do tão famoso trio Leonardo, Rafael e Michelangelo. A exposição pretende ilustrar essa identidade da arte florentina, através de um contraponto rico entre a pintura e a escultura, dividindo a exposição em nove seções que compõem cerca de oitenta obras de trinta e cinco artistas. Depois de uma abertura dramática dedicado a dois personagens icônicos terão espaço Andrea del Sarto e Santi di Tito, Della Robbia e Sansovino, em Franciabigio, Bugiardini e Sogliani,  Bronzino, Poggini, Giovanni Bandini e a geração posterior de Ciampelli, Tarchiani Vannini e Antonio Novelli, entre tantos outros.

Jacopo Ligozzi,
Ritratto di Virginia de’ Medici
Galleria degli Uffizi

JACOPO LIGOZZI “PITTORE UNIVERSALISSIMO” (VERONA 1547 – FIRENZE 1627)
Galleria Palatina
27/05/2014 a 28/09/2014
Fechamento segundas, réveillon, natal  e 1 de maio.
Horário: das 08:15 as 18:50 – bilheteria fecha as 18:05. Viste o site.
Ingresso: €13
Nascido em Verona em 1547 e de uma família de bordadeiras de Milão, filho do pintor Giovanni Ermanno, Ligozzi desempenha uma atividade inicial na região de Verona e em 1557 passa a trabalhar  na corte dos Medice, onde ele manteve-se estável até sua morte em 1627. A exposição, dividida em seções temáticas, retrata uma seleção de aquarelas, gravuras e retratos, especialmente o belo retrato feminino agora na Galeria Uffizi, e do retrato de Maria Gonzaga do Museu Nacional de Lisboa. A segunda parte da exposição irá analisar a produção religiosa de “Palas de altar” para as igrejas de Florença:  SS . Annunziata, Santa Maria Novella, Ognisanti e Santa Cruz, bem como para as igrejas Arezzo, Lucca e San Gimignano.

Beato Angelico,
Madonna dell’Umiltà e santi,
Parma, Galleria Nazionale

“LA FORTUNA DEI PRIMITIVI”: tesouros de arte das coleções italianas entre 1700 e 1800.
Galleria dell’Accademia
24/06/2014 a 08/12/2014
Fechamento segundas, réveillon, natal e 1 de maio.
Ingresso: €11 +€4 de reserva  Visite o site.
Horário: das 08:15 as 18:50 – bilheteria fecha as 18.05.
A exposição, primeira dedicada ao tema como um todo, é oferecer uma nota crítico-bibliográfica sobre esse fenômeno cultural muito importante sobre a história do gosto e coleção na Itália, entre o final do século XVIII e início de 1800, que exerceu uma influência significativa na formação de grandes coleções de arte pública nos principais países europeus. A partir da contribuição fundamental de Giovanni Previtali (Sorte dos primitivos. Vasari Do neoclássico, Turim, 1964), publicado apenas cinqüenta anos atrás. O Comité Científico da exposição é composta por historiadores de arte, colecionadores e críticos de arte, pretendes a levar a cabo esta questão, até agora, relativamente negligenciada.

PICASSO E LE ESPERIENZA DELLA MODERNITÁ SPAGNOLA – Capolavori dal Museo Nazionale Reina Sofia
Picasso e a experiencia da modernidade espanhola: grandes obras o Museu Nacional da Rainha Sofia
20/09/2014 a 25/01/2015
Palazzo Strozzi
Horário: todos os dias  9.00-20.00 inclusive feriados
todas as quintas 9.00-23.00
Ingresso € 10,00 – Viste o site
A exposição apresenta Picasso, que no imaginário coletivo é a principal referência da arte ocidental moderna, na  sua influência sobre a arte espanhola: a arte que reflete sobre a arte, o seu encontro com a “arte pura”, o surgimento da face do monstro humano, o compromisso do artista em tragédia histórica ea metáfora do desejo erótico como uma fonte principal de criação e visão de mundo. Na exposição também são apresentados as poética de artistas como Juan Gris, Miró, Dalí, Maria Blanchard, Julio González.

Alberto Magnelli, Piano di Rosia,
1927, olio su tela, Firenze, Galleria d’arte moderna di Palazzo Pitti

LUCI SUL ‘900″ :PROVA DI ALLESTIMENTO PER IL FUTURO DELLA GALLERIA D’ARTE MODERNA DI PALAZZO PITTI
Luz sobre 1900: prova de uma exposição futura na Galeria de Arte Moderna de Palazzo Pitti.
Galleria d’arte moderna
30/09/2014 a 11/01/2016
A Galeria de Arte Moderna do Palazzo Pitti lembra o centenário de sua fundação, propondo um teste de set-up para as coleções do século XX (não exibidas atualmente) e reorganizando assim a maneira de melhorar suas coleções dentro do núcleo de identidade fortemente Macchiaioli.

Fotos: divulgação – área imprensa do “Un anno ad arte 2014”

Leia também:

– Números e links úteis
– Resumão: Tudo o que você precisa para viajar para a Toscana
– Tudo o que você precisa saber sobre o transporte em Florença

Veja o Calendário anual de eventos na Toscana e não perca nada!

Conheça os passeios guiados em Florença e conheça a sua história.



Publicidade

Compartilhe este conteúdo:


Por Deyse Ribeiro
Twitter - Facebook - Google Plus - Instagram - RSS

Participe e dê seu pitaco!