O dia em que roubaram a Mona Lisa e ela foi parar no Uffizi!

18/set | por Deyse Ribeiro

Você sabia que a Mona Lisa foi roubada do Louvre e acabou sendo exibida em Florença?

Esta é uma história intrigante que virou livro, mini-série e até filme, e é claro muito interessante.

Foto: Wikipedia Commons

Ta faltando alguma coisa!

E como tudo aconteceu?

Era 21 de agosto, 1911, quando o retrato enigmático da Mona Lisa desapareceu das salas do Louvre.  Aproveitando um dia de fechamento do famoso museu de Paris, um ladrão penetrou na sala que abrigava a obra-prima de Leonardo da Vinci e arrancou o  quadro.

A polícia imediatamente começou a trabalhar para encontrar o culpado do roubo da pintura de Leonardo, que retrata uma jovem mulher com os braços cruzados, em um cenário com colinas repleto de ciprestes.

Entre os suspeitos de assalto havia também celebridades nomes como Pablo Picasso e Guillaume Apollinaire, este último havia declarado anteriormente sua intenção de destruir todas as obras-primas dos museus para dar lugar a nova arte.

Investigadores franceses jogaram todas as cartas que tinham e chegaram a assumir que o crime havia sido cometido pelo inimigo da França, o Império Alemão.
Na verdade, a solução para o enigma do Louvre era muito mais simples ….

Afinal quem roubou a Mona Lisa?

Foi Vincenzo Peruggia, um funcionário italiano do Louvre!

Peruggia foi um simples pintor de parede que, na manhã de 21 de Agosto de 1911, uma segunda-feira, decidiu fazer algo que, dois anos mais tarde, o deixou famoso, nas primeiras páginas de todos os jornais do mundo.

Vincenzo_peruggia

Vicenzo Peruggia

Vicenzo era um pintor e “quebra galhos” do Museu, e foi chamado para trabalhar em uma “embalagem de vidro” que deveria ser construído para preservar a Mona Lisa da poeira e umidade, portanto, o Louvre ele conhecia bem!

O dia em que decidiu implementar seu plano, tudo correu bem: ele fingiu uma ressaca, se retirou para o quarto que dividia com um companheiro, no início da manhã foi até o Louvre, onde ele sabia que o porteiro na época  dormia pesadamente, entrou no museu, arrancou a pintura da parede, escondeu debaixo da sua jaqueta, saiu do museu, retornou ao seu apartamento, escondeu a obra debaixo da cama e voltou a dormir.

Peruggia roubou a Mona Lisa convencido de que a pintura tinha sido roubada pela invasão francesa da Itália nos séculos passados​​, enquanto que Francisco I de França tinha comprado regularmente pela pintura de Leonardo da Vinci.

Depois de mantê-la por 28 meses debaixo da sua cama, no seu apartamento parisiense, o ladrão decidiu trazer a obra-prima a Luino, seu país natal.

quarto onde ele "dormiu com a Mona Lisa" por 28 meses

quarto onde ele “dormiu com a Mona Lisa” por 28 meses

Chegando na Itália, Peruggia contactou um proprietário de um antiquário, um florentino chamado Alfredo Geri,  enviando a seguinte mensagem:

O quadro está em minhas mãos, ele pertence a Itália, porque Leonardo é italiano.”

A mensagem foi assinada simbolicamente como de “Leonardo” e o misterioso remetente pediu 500.000 mil liras como resgate. O homem ficou muito intrigado com a mensagem estranha e decidiu encontrar-se com o “Leonardo”.

Geri, o proprietário do Antiquario

Geri, o proprietário do Antiquario

Os dois se conheceram em Florença no Hotel Cerratani (que viria a mudar seu nome para Hotel La Gioconda) e Alfredo Geri foi acompanhado por Giovanni Poggi, diretor da Galeria Uffizi.

(opa, aqui ja ficou interessante ne?)

Os dois especialistas em arte imediatamente perceberam que eles não estavam em frente a uma das muitas falsificações circulando naquela época, e decidiu realizar o trabalho de verificar sua autenticidade.  A pintura foi reconhecido como o original, o diretor do Uffizi procurou a Policia Italiana que prendeu Peruggia em seu hotel com a Mona Lisa.

640px-Vincenzo_Perugia

Julgamento de Peruggia

Julgamento de Peruggia

A prisão do ladrão, considerado deficiente mental, durou apenas sete meses, mesmo sob o espírito patriótico que o levara a fazer esse gesto. A Mona Lisa foi devolvida à França, e voltou a ocupar o seu lugar no museu do Louvre.

Antes de ser devolvido, o trabalho de Leonardo foi exposto por um tempo curto na Galeria Uffizi, em Florença, no Palazzo Farnese e na Galeria Borghese, em Roma.

Mona Lisa no Uffizi

Mona Lisa no Uffizi

Mona Lisa no Uffizi, mostrada pelo Diretor do Uffizi que chamou a Policia

Mona Lisa no Uffizi, mostrada pelo Diretor do Uffizi que chamou a Policia

Desde então, o sorriso de Mona Lisa deixou apenas algumas vezes o Museu do Louvre: em 1963 foi enviado para o Metropolitan Museum of Art, em Nova York e em 1974 foi recebido na Rússia e no Japão.

Desde 2005, a Mona Lisa tem uma sala especialmente projetada para recebê-la, a Sala dos Estados, que também abriga também pinturas de Ticiano, Rafael, Veronese (As Bodas de Caná) e outros artistas do Renascimento.

Protegido por uma caixa de vidro especial (que a protege de vibrações, calor, umidade, balas e qualquer outro objeto pontiagudo), o retrato da Mona Lisa continua a brilhar sob o olhar extasiado de milhões de turistas que chegam a cada ano em todo o mundo para observar seu sorriso misterioso.

The_tiny_Mona_Lisa_(8424560838)

E claro, a males que vem para o bem, pois o roubo da pintura certamente ajudou a amplificar o mito da Mona Lisa.

Uma curiosidade, o hotel onde Peruggia ficou hospedado em Florença com a Mona Lisa  ainda existe, e se chama Hotel La Gioconda, nome em italiano da  Mona Lisa. Veja informações dele no Booking aqui.

1352971859

Essa história você não sabia não é? Florença tem seus mistérios… sempre ligados a arte!

Pra quem é curioso e entende italiano, deixo o vídeo da Rai Storia:

O furto della Gioconda – Rai Storia

Fontes e fotos: Rai Storia, Arquivo degli Uffizi, Wikipedia Commons.



Publicidade

Compartilhe este conteúdo:


Por Deyse Ribeiro
Twitter - Facebook - Google Plus - Instagram - RSS

Participe e dê seu pitaco!