Aprendendo a fazer massa fresca em Bolonha

28/fev | por Deyse Ribeiro

Saiba como foi a minha experiência culinária em Bolonha, aprendi a fazer massa fresca, fiz um delicioso tortellone, ravioli e conheci a CIBO, escolha de cozinha e restaurante em Bolonha.

Em novembro do ano passada eu participei do Social Media Free Trip organizado pela Bologna Welcome e participei do Trekking Urbano e de uma interessantissima aula de cozinha, junto com a minha amiga Anete.

Chegamos em #Bolonha para passar o fim de semana com #trekkingBo fazendo trekking urgano pela cidade. Aquia encontrei a minha amiga @anetevecuma original da Letonia – #bologna #italia #EmiliaRomagna

Uma foto publicada por Passeios Na Toscana (@passeiosnatoscana) em

Nos ficamos de sexta (31 de outubro) a domingo (2 de novembro) e foi um fim de semana bem legal, vou fazer ainda um texto sobre a cidade de Bolonha, contando o meu giro pela cidade.

Mas hoje vou contar a minha experiência no curso de culinária na CIBO.

A CIBO:

CIBO – The Culinary Institute of Bologna é uma escola de culinária e que possui também um restaurante. Lá é possível ter aula de culinária (em inglês), e o interessante é que os clientes do restaurante podem ver a aula, pois a cozinha fica no meio do restaurante.

Stefano Corvucci, chef e diretor da trattoria del Rosso, decidiu abrir essa outra atividade, a escola de culinária, para dar ao turista a experiência de aprender a cozinhar os pratos italianos, sobretudo a massa, de dentro de um verdadeiro restaurante.

culinaria bolonha_2

As aulas são para os visitantes de todos os níveis de habilidade de iniciantes, amadores avançados e além de cursos especiais para profissionais da culinária e chefs. Todas as aulas são destinadas a preparar autêntica cozinha italiana.

A comida é ótima, a escolha dos ingredientes é atenta, ele é um defensor do Made in italy de qualidade. Ele abriu pra gente um azeite balsâmico de comer ajoelhado!!!! Não sei nem te dizer quantas dezenas de anos foi envelhecido…

A AULA:

culinaria bolonha_40

Participei da aula de culinária junto com outras blogueiras italianas – Cristina Pasin (parliamodiviaggi.it), Martina Uras (duetorrienuraghi.it) , Milly Marchione (bimbieviaggi.it), Maria Le Rose (),  e da minha companheira de viagem, a Anete.

Quando chegamos o Stefano contou um pouco da sua história pra gente e  da escola. A ideia surgiu de um amigo americano que apostou na idéia de ensinar a culinária italiana, direto  e assim nasceu CIBO.

Vestimos nossos aventais e começamos a trabalhar!!! Nos aprendemos a fazer um tortellone recheado de ricota e um ravioli recheado de abóbora.

Primeira coisa, fazer o recheio da massa, e depois…. mãos a obra!!!

culinaria bolonha_34

O que precisa pra fazer uma massa? 300 gramas de farinha, 3 ovos e força!!!

Depois de misturar bem a massa, ela vai enrolada no papel filme, para não endurecer ou “pegar humidade”.

Ai depois começa o verdadeiro trabalho, bater a massa!!!

culinaria bolonha_30

Opaaaa perai!!! Não desse jeito!!! (risos)

Depois de abri-la, é hora de marcar a massa, colocar o recheio, para depois molda-la.

culinaria bolonha_24

Como foram 2 tipos de massas, tivemos 2 recheios, um de ricota e outro de abóbora.

culinaria bolonha_22

 

E por fim, ora de fazer o tortellone, que é uma verdadeira arte… olhando parece difícil, mas na verdade é bem simples, veja o vídeo!

culinaria bolonha_18

culinaria bolonha_16

culinaria bolonha_12

Depois de pronto era hora de cozinhar a massa e decorar o prato.

 

O tortellone foi servido com um pouco de azeite balsâmico, duas folhas de sálvia e queijo parmesão ralado.

 

culinaria bolonha_3

Ja o ravioli, foi servido com creme de queijo e rape (talo do nabo) e queijo parmesão ralado.

culinaria bolonha_3

E depois era só apreciar essa delicia!

Resultado: confesso que eu imaginava que era muito mais difícil fazer uma massa, na verdade achei bem simples. O problema é que a falta de tempo no dia – a – dia me impede de poder fazer sempre. Mesmo vivendo na Itália ja a alguns anos nunca tinha participado do inteiro processo de fazer uma massa e foi ótimo!

Eu acredito que faz parte de uma viagem, e acresce mais a experiência de conhecer uma cultura diferente, não só visitar cidades, museus, mas também apreciar a comida local, o street-food, os vinhos, etc. E ter essa experiência de aprender a fazer a massa, é algo muito válido. O ato de fazer a massa, é muito mais que uma aula de cozinha, faz parte do legado de uma país reconhecido mundialmente pela sua tradição culinária, e que  faz parte do patrimônio histórico italiano.

Através dessas coisas simples, é possível compreender o jeito de ser do italiano, do seu costume e isso enriquece, tanto quanto uma visita guiada em um museu.

Espero que tenham gostado dessa experiência tanto quanto eu.

E você, ja participou de uma aula de culinária na Itália?

Informação:
CIBO  – The Culinary Institute of Bologna
Via Augusto Righi 30B – Bologna, Italy 40126
site: https://www.culinaryinstituteofbologna.com
Agradecimentos: ao Bologna Welcome e ao CIBO  – The Culinary Institute of Bologna
Nota: Eu participei nesta viagem do #SocialMediaFreeTip promovido pela Bologna Welcome, órgão de turismo da cidade. Viajei com a minha amiga Anete, onde nossos custos foram pagos pelo órgão de turismo, para participar dos eventos do fim de semana do trekking Urbano. Portanto, este post faz parte de uma série de textos baseados nas minhas experiências durante esta viagem. Todos serão identificados. Não recebi dinheiro para escrever, não tenho nenhum vínculo de obrigações de produção de textos, portanto tenho total liberdade editorial.

blogtrip

tag: Aprendendo a fazer massa fresca em Bolonha



Publicidade

Compartilhe este conteúdo:


Por Deyse Ribeiro
Twitter - Facebook - Google Plus - Instagram - RSS

Participe e dê seu pitaco!