Os segredos do Mármore de Carrara

26/jun | por Deyse Ribeiro

Conheça um pouco das curiosidades e segredos do mámore de Carrara, cidade da Toscana.

Mármore de Carrara

Mármore de Carrara

A primeira informação relacionada com a extração de mármore de Carrara na área data do I séc. a.c., quando a região estava sob domínio romano, o mármore era chamado marmor Lunense pois o centro de extração era identificado na cidade de Luni, uma colônia fundada pelos romanos e local do porto onde os navios partiam para Roma.

Durante o Império Romano, as pedreiras de mármore branco de Carrara foram utilizadas para extrair o precioso e famoso mármore branco para a construção de edifícios importantes, mansões, para várias esculturas e artesanato.

Marmore Carrara_1

No Renascimento, as maiores escultores italianos usavam sempre blocos de mármore de Carrara para criar suas estátuas. As mais famosas obras de Michelangelo, por exemplo, foi feita com este material, as Pietà. Mesmo em tempos mais recentes, muitos edifícios em Roma, foram realizados com este mármore, como o Foro Itálico.

Hoje ainda é usado para decorar as moradias de luxo e edifícios importante em todo o mundo.

Marmore Carrara_20

Em todos os Alpes Apuanos sobre a cidade de Carrara existem 190 pedreiras, mas quase metade delas estão abandonadas. Este é o lugar no planeta com a produção mais intensiva de mármore do mundo, e é reconhecida como a capital da extração e beneficiamento de mármore.

A economia está estreitamente ligada ao setor do mármore, da extração na pedreira aos estágios de processamento e transformação em produtos para a construção civil, arquitetura, desenho urbano e do setor de artes. Outra curiosidade é que os blocos de mármore acabado e de granito vêm para Carrara de todas as partes do planeta para serem processados e comercializados, portanto não se beneficia ali somente o mármore de Carrara.

As pedreiras estão localizadas nas três principais bacias mineiras que ficam atrás da cidade de Carrara até o Monte Maggiore. No território existem pedreiras de vários tipos, como:

  • cave a cielo aperto –  caves ao aberto, parecem grandes anfiteatros.

Marmore Carrara_26

  •  cave a pozzo – caves que formam poços

Marmore Carrara_24

  • cave sotto tecchia e cave in galleria – aquelas que são dentro da montanha e formam uma verdadeira galeria interna.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Uma dessas áreas está localizada em Colonnata, uma antiga vila a 532 metros sob o nível do mar, e que se diz fundada pelos romanos para abrigar os escravos envolvidos na escavação. As pedreiras de Colonnata oferecem vistas maravilhosas.

Marmore Carrara_23

Quais as curiosidades sobre o mármore de Carrara que o torna assim tão único?

1. A composição do mármore branco de Carrara

Marmore Carrara_33

Considerando os aspectos de mineralogia e composição químicas, o mármore aqui é uma pedra que resulta de uma metamorfose de rochas carbonáticas sedimentares em 99% que a torna a mais pura em sua categoria, sendo um carbonato de cálcio puro. Tendo uma estrutura cristalina, é perfeito para o uso em arquitetura e escultura.

2. A configuração do ambiente

Se você está passando por Carrara durante o verão, e você olha para a montanha, você com certeza vai pensar que está vendo a neve. Claro que não é, é o mármore branco que está brilhando sob o sol.

carrara e massa_24

E se você decidir fazer uma visita às pedreiras, você será cercado por uma paisagem lunar, onde os trabalhadores arriscam suas vidas quotidianamente, lutando com a natureza para extrair este ouro branco precioso. Veja o texto sobre a praia de Marina de Carrara aqui.

3. O Mármore favorito de Michelangelo

Michelangelo's_Pietà,_St_Peter's_Basilica_(1498–99)

Michelangelo, um dos mestres do Renascimento, foi diretamente para às pedreiras de mármore branco de Carrara, para escolher os blocos para esculpir as suas mais famosas obras de arte,  como a Pietà, que fica na Basílica de São Pedro no Vaticano. Diz uma lenda, que um dos seus desejos era  esculpir diretamente na fachada das montanhas uma enorme escultura, que ficasse visível até o porto, onde todos os navios pudessem ver diretamente do mar. Algo semelhante ao Monte Rushmore, mas que infelizmente nunca foi realizado.

4. O lardo de Colonnata

Marmore Carrara_34

O armazenamento e cura do lardo é único, como único é o mármore branco das pedreiras de Carrara. A gordura do porco é tratada e depois é conservada em “conche“(como caixas) de mármore de Carrara, e colocados em camadas alternadas, a banha de porco e sal com especiarias: pimenta, canela, cravo, coentro, sálvia, alecrim. Nas “conche” são esfregados com alho, tem temperatura e umidade especial, de modo que o produto acabado é único. A caixa, “conche” é coberta e reaberta cerca de 6 a 10 meses depois de completar a maturação.

as montanhas de mámore

as montanhas de mámore

Saiba mais:

É possível visitar as Cavas de mármore, mas para isso eu aconselho usar um carro 4×4, não é nada fácil! Mas de qualquer forma, ai vão dicas de 2 cavas:

  • Le Cave di Ravaccione (a 444 metros) começam a partir da localidade Piastra, que é acessado através do vilarejo de Torano. Aqui também é a antiga casa e oficina de Peter Tenerani. No local há uma panorâmica excepcional desta bacia que pode ser apreciada a partir do ponto de vista da Campocecina (à 1200 metros) e do Monte Sagro.

Marmore Carrara_31

  •  Le Cave di Fantiscritti, ( à 450 metros) pode ser alcançado seguindo o Rio Cartone, até Ponti di Vara, construído no final do século passado para permitir a passagem da Ferrovia Marmifera, utilizado para o transporte do mármore. A antiga linha ferroviária abandonada agora oferece a pista para os meios excepcionais de blocos de transporte, e dos detritos. “Fantiscritti” deve seu nome a um baixo-relevo (agora mantida na Academia de Belas Artes) de origem romana.
as montanhas de mámore

as montanhas de mámore

Ainda é bem legal visitar uma empresa especializada em realizar obras em mármore, um verdadeiro espetáculo! Se quiser um passeio particular para Carrara, pode me contactar aqui.

O mundo do mármore não é apenas extração ou transformação de uma pedra, mas a história de um território e da sua população. As pedreiras, técnicas e história, certamente contam, mas também as aldeias de velhice dos mineiros, seus hábitos, sua língua, comida e vida diária.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Marmore Carrara_21



Publicidade

Compartilhe este conteúdo:


Por Deyse Ribeiro
Twitter - Facebook - Google Plus - Instagram - RSS

Participe e dê seu pitaco!