F-light: Florence Light Festival, o Natal de Luz de Florença

19/nov | por Deyse Ribeiro

Conheça o F-Light, o Florence Light Festival, o Natal de Luz de Florença, um espetáculo que ilumina a cidade na época mais linda do ano!

No dia 8 de dezembro  começa o F-Light Festival, o Natal de Luz de Florença e dura até o dia 8 de janeiro de 2018, onde serão iluminados os monumentos e praças com vídeo-mapping, projeções, shows de luzes, atividades educativas e eventos em 15 locais da cidade.

A inauguração  das luzes será no dia em que o prefeito (sindaco em italiano) Dario Nardela acende a árvore de natal da cidade, e o Cardeal Giuseppe Betori inaugura o presépio na Catedral no dia 8 de dezembro.

Obs; por causa da chuva a data modificou, sera dia 10 de dezembro.

A ocasião da cerimônia de iluminação da árvore de natal 2017, o Corteo della Repubblica Fiorentina (desfile da Republica de Florença com roupas medievais) fará a seguinte rota:

Ás 14:45: com um trenzinho elétrico um grupo de “Papais Noel” distribuirão doces e vão girar a cidade desde a Società Canottieri “Firenze”, debaixo do Uffizi, até a Piazza della Reppublica, depois Piazza della Signoria

Às 17:00: os “Bandierai degli Uffizi” (jogadores de bandeira de Florença) se exibirão, aguardando a cerimônia de  “Accensione Albero di Natale 2017” (iluminação da árvore de natal) às 17h00.

O Festival nasceu em 2011 para celebrar a luz, fonte de energia universal, e é renovado a cada ano. O ano passado porém foi o primeiro com o show de luzes no Ponte Vecchio e que fez este festival se tornar ainda mais famoso, dezenas de milhares de imagens da ponte “revestida” de obras de arte foram exibidos ao redor do mundo, fazendo com que Florença pareça sob “nova luz”.

O visitante poderá seguir um percurso que vai do Duomo até a área do Oltrarno, passando pelas praças do centro histórico, atravessando o rio Arno, passando pelo Ponte Vecchio até chegar a Piazza Pitti e a Piazza Santo Spirito.

Este ano, o tema do evento vai girar em torno da palavra palavra ” fronteiras “: “fronteiras entendidas como horizontes e limites, sejam eles físicas e metafísicas”. A luz ilumina novos cenários científicos, mas também culturais, sociais ou geopolíticos, abrindo novas visões e restituindo o que resta do passado ainda a ser descoberto e valorizado “.

Segundo os organizadores “a nova fronteira não se destina apenas a uma projeção do que está longe, associada ao futuro. Existem mundos e experiências artísticas ou culturais para iluminar e, assim, a serem valorizados também no passado. O video-mapping no Ponte Vecchio, que nas edições de 2015 e 2016 foi fotografado por dezenas de milhares de pessoas, se tornará a tela em que a cidade de Florença pretende gerar uma reflexão sobre a questão da migração: o objetivo é concentrar a atenção na crise global dos refugiados, particularmente nos locais das principais emergências e no impacto que têm nos países de acolhimento, principalmente na África e no Oriente Médio “.

Hoje vimos em #Florença o Lights of Florence, o Natal de luz da cidade, onde espetáculos de video projeção são realizados em vários pontos da cidade. Este é no Ponte Vecchio, pena que tinha muita névoa hoje, e muito frio tambem!

Um vídeo publicado por Itália Para Brasileiros (@italiaparabrasileiros) em

Entre os lugares cobertos pela F-Light, teremos também a Piazza Santo Spirito, a Torre di Arnolfo, o Palazzo Medici Riccardi, o Palazzo della Camera di Commercio, a Piazza Santa Maria Novella, a Torre de San Niccolò, o Museo Novecento, a Loggia del Porcellino , a Basílica de San Lorenzo, o Mercado Central : alguns dos símbolos da cidade, graças a artistas, cineastas, arquitetos, designers e escolas de arte irão propor aos turistas e florentinos, perspectivas e estímulos de reflexão.

Durante o período do F_Light teremos oficinas artísticas e atividades culturais, incluindo o espetáculo “Giorgio Vasari racconta: il Salone dei Cinquecento sotto una nuova luce”,  a Exposição do século XVI sob uma Nova Luz, um espetáculo com tochas e lanternas nos museus e muitas outras atividades temáticas.

 .

 Locais do F-Light :

  • A Torre de Arnolfo será iluminada pelos 17 objetivos globais da ONU, para o desenvolvimento sustentável que os países do mundo se comprometeram a prosseguir. Até o ano de 2030 os objetivos terão de ser alcançados. Acabar com a pobreza e a fome, parar o aquecimento global, reduzir a pressão humana sobre a natureza, garantir prosperidade e paz:  a luz de Florença pedirá a todos que se comprometam com um futuro melhor.
  • A Câmara de Comércio será o cenário natural para uma reflexão sobre as principais questões econômicas e trabalhistas: um mapeamento de vídeos na fachada da Piazza Mentana narrará com uma cascata de letras e números a história da Câmara de Comércio de Florença, desde raízes históricas até objetivos futuro. As projeções serão acompanhadas por uma iluminação especial na fachada do Lungarno Diaz: um evento que durará até 9 de janeiro, o dia de inauguração do Palazzo.
  • “Dimora Luminosa” retorna à fachada da Basílica de Santo Spirito, com a triagem dos trabalhos dos participantes no convite aberto lançado pelo IED sobre o tema “fronteiras” ao qual 15 empresas florentinas responderam, incluindo escolas, jardins de infância, associações e centros para idosos, produzindo mais de 200 obras: o autor mais jovem tem 8 meses de idade, o mais velho tem 100 anos de idade. O projeto é organizado pelo IED em colaboração com The Fake Factory.
  • Entre os lugares envolvidos pela F-Light também teremos o Palazzo Medici Riccardi, com uma instalação no Cortile del Michelozzo: “Limen” para os latinos antigos é o limiar, o princípio, o princípio. Sete luzes de um feixe de luz iluminam espelhos no chão, criando uma peça de reflexão. Graças aos sensores especiais, o visitante, passando o limiar da luz, torna-se o protagonista da instalação, interagindo com o movimento dos feixes de luz. O projeto é curado pela Olo Creative Farm, em colaboração com Città Metropolitana di Firenze.

  • Também por Olo Creative Farm será a iluminação especial que irá cobrir a Torre di San Niccolò.
  • O Museo del Novecento, o principal local da exposição de Adrian Paci, passa a se tornar parte da F-Light.
  • Três artistas falarão sobre as “voltas” da arquietura da loggia do Mercato Nuovo, a “loggia del Porcellino“, com uma instalação múltipla com as obras de Yannis Kraniditios, RaumZeitPiraten e Jose Angelino.
  • Gallery Art Hotel no Vicolo dell’Oro, a poucos passos da Ponte Vecchio. Através de Andy Warhol, expoente do Pop Art. Um artista que entendeu e interpretou a sociedade, dividindo as fronteiras entre cultura “alta” e “baixa” e transformando o ordinário em extraordinário.
  • A Basílica de San Lorenzo será a tela em que será projetada uma história fantástica: uma fábula silenciosa, onde o passado e o presente coexistem. Protagonistas baleias gigantes e dirigíveis, num norte idealizado e distante. E depois pássaros, animais, insetos, edifícios, paisagens, traços, um fluxo metafísico de gigantes suspensos nos mares e nos céus.
  • Também no distrito de San Lorenzo, o Mercado Central é coberto por uma instalação de luz particular na fachada, bem como por uma “cortina” de luzes dentro do mercado. Uma iluminação poderosa, cenográfica e elegante, como sempre, também envolverá a La Rinascente na Piazza della Repubblica.
  • Como de costume F-Light também será a ocasião para oferecer uma nova iluminação permanente para um dos monumentos da cidade: Silfi spa depois de doar um novo sistema de iluminação para a Loggia del Pesce e a Basílica de Santa Croce, este ano na ocasião do Festival inaugurará as novas luzes da Igreja de Sant’Ambrogio e da loggia Mercato di Sant’Ambrogio.

Torre de Palazzo Vecchio

torre de San Niccolò

Torre della Zecca

Acesse o site oficial do evento aqui.

tag: F-Light, o Natal de Luz de Florença

*Este post contém indicações para  serviços de afiliados. Para ver nossa política de monetização, clique aqui.


Publicidade

Compartilhe este conteúdo:


Por Deyse Ribeiro
Twitter - Facebook - Google Plus - Instagram - RSS

Participe e dê seu pitaco!