By

Mântua foi declarada em 2008,  Patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO como um exemplo excepcional de obras de cunho artístico, urbano e arquitetônico do renascimento. Há muitos palácios, igrejas, museus, locais de interesse a visitar nesta cidade. Eu fiquei tanto impressionada com a riqueza e a beleza da cidade que decidi criar um roteiro para você conhecer Mântua. E ainda um mapa grátis!

Eu em 2013 visitei a cidade com meu marido, e este ano voltei a Mântua com o Blog Tour #VeronaGarda (leia abaixo), onde a visita foi concentrada no Palazzo del Te.

Logo depois da Feira de  Turismo que eu participei em Rimini, a #TDBI2014, eu fui convidada para um Blog Tour organizado pelo TBDI, Lorenzo Bonoldi e alguns órgão de turismo como Lago de Garda e Verona, chamado #VeronaGarda. Começo então com este post, uma séria de textos baseados nas minhas experiências durante esta viagem. Todos serão identificados com esta introdução. Não recebi dinheiro para escrever, não tenho nenhum vínculo de obrigações de produção de textos, divulgação de mídia social, portanto tenho total liberdade editorial.
Fonte: Wikipedia Commons

Fonte: Wikipedia Commons

MÂNTUA

Mantova em italiano, ou Mântua em português, fica localizada na parte sudeste da Lombardia em uma planície, e rodeado por lagos, este já foi um movimentado porto e próspero, com seu acesso ao rio Po através do Rio Mincio. Este, cenário melancolia, cujo sentido é reforçado pelo seu tempo, muitas vezes nebuloso ou úmido, pode parecer pouco convidativa a princípio, mas é sem dúvida uma cidade que vale a pena uma visita.

Alguns escritores chegam a identificar Mântua com uma mini-Florença pelas suas belezas artística, eu acho bem diferente de Florença, principalmente porque o Rio dá uma atmosfera mais alegre porque praticamente faz a cidade parecer uma ilha, mas no quesito arte, ai sim, pode ser considerada uma mini-Florença.

Fatos Históricos, pra entender a cidade:

  • A cidade ficou famosa durante a época romana como o local de nascimento do poeta épico Virgílio, que nasceu por volta de 70 a.C.
  • A cidade foi parte das terras da Condessa Matilda de Canossa, durante o século 11. Ela foi inicialmente um grande defensor do papa contra o imperador. Seu conselheiro, Anselmo, que mais tarde se tornou o santo padroeiro da cidade.
  • Dominado pela primeira vez pela família Bonacolsi e depois pelos Gonzaga, a cidade se enriqueceu rico cobrando a passagem pelos rios, e da estabilidade proporcionada por sua configuração ea proteção do imperador, que costumava ver Mantua como um importante amortecedor entre Veneza e Milão.
  • De 1328 até 1630, um período de estabilidade, os Gonzaga lideravam um das mais ricas e animadas cortes, tanto que atraiu artistas como Pisanello, mestre gótico da Itália, e Mantegna, o principal artista do Renascimento no norte da Itália. Um dos clientes mais famosos foi Isabella d’Este, que era casada com Gianfrancesco II, que levou os italianos a derrota em Fornovo em 1494.
  • O último Gonzaga famoso foi Vincenzo I, era o patrono de Rubens e de Monteverdi, que acredita-se, compôs a primeira ópera moderna, L’Orfeo, em 1607.
  • Em 1796 os Austríacos dominaram a cidade por cerca de 8 meses. A cidade só foi tomada pelas tropas de Bonaparte em janeiro de 1797 e ficaram até 1815.

IMG_0411_resultado

Meu roteiro pela cidade:

Na minha visita em 2013 esse foi o roteiro que tracei para conhecer a cidade:

1. PALAZZO DUCALE: o palácio dos Ducas de Mântua é formado por vários edificios e interligados: o Castello San Giorgio, a Igreja di Santa Barbara, a Magna Domus e o Palazzo dei Capitani. Os Gonzaga contrataram os melhores artista da época como Donatello, Leon Batista Alberti e Andrea Mantegna para embelezar, ampliar e unir os edificios, são mais de 500 salas!!! Os afrescos da Camera degli Sposi realizados por Andrea Mantegna são belíssimos eu estudei eles no meu curso de Arte, mas não pude vê-los durante a minha visita porque ela estava fechada para reforme e permanece fechada até hoje, mas o restante do palácio é acessível e eu pude visitar.
Palazzo Ducale

Palazzo Ducale

IMG_0415_resultado

Palazzo Ducale

2. PIAZZA SORDELLO: principal praça do centro histórico e onde estão os mais belos edifícios de Mântua como o Duomo, o Palazzo Bonaicosi que fica ao lado da Torre della Gabbia (chamada assim porque ali ficam colocados os prisioneiros como em uma gaiola – gabbia -, expostos a população), o Palazzo dei Capitani e a Magna Domus, que fazem parte do Palazzo Ducale.

3. DUOMO DI SAN PIETRO:: o a Catedral de São Pedro possui origens muito antigas, mas foi profundamente alterada em 1545 por um projeto de Giulio Romano, que também projetou o suntuoso interior. A nave é coberta por um belo teto com recortes quadrados de madeira e ouro e é adornada no topo por estátuas de sibilas e poetas. Na cripta é guardada a Sagrada relíquia do “Preciosíssimo Sangue de Cristo” trazida para Mantova por Longinus, um centurião romano. Uma das capelas é preservada túmulo de Andrea Mantegna. Vale a pena a visita interna.

IMG_0420 (2)_resultado

Para o almoço, você pode fazer uma pausa em um dos muitos bares do centro, eu almocei em plena praça mesmo. Em Mantua você pode provar o Chisœla (a focaccia salgada), ravioli di zucca (abóbora), risoto com saltarei (camarão de rio frito), estufado acompanhado de polenta e a Torta doce sbrisolona – que vem de brisa, migalha em dialeto de Mantua.

IMG_0413_resultado

Lorenzo Bonoldi, do VisitMantua.com e guia de Mantua indicou alguns restaurantes no centro:

Os 3 melhores restaurantes são:

  • Ristorante il Cigno (€€€)
  • Il Grifone Bianco (€€€)
  • L’Aquila Nigra (€€€)

Ainda, é possível comer também bem no Carlo Govi (€€) perto do Palazzo Te.
Trattorias recomendadas:

  • Ai cento rampini (€€)
  • Piazza Sordello 26 (€€)
  • La Fragoletta (€€)

Depois do almoço, continuamos nosso passeio.

4.TEATRO DI BIBIENA ou TEATRO CIENTIFICO:: o realizado por Antonio Bibiena a pedido dei Maria Teresa D’Austria, foi inaugurado em 1769 com um concerto de um Mozart muito jovem. Eu visitei e achei lindissimo!

5. PIAZZA DELLE ERBE: era a antiga praça do mercado, onde durante a idade  média os camponeses levavam a sua produção para vender. Até hoje tem um jeitinho bem medieval, ali fica o Palazzo della Ragione e a Rotonda di San Lorenzo que é a igreja mais antiga da cidade. Ao lado fica a Torre dell’Orologio. Não visitei os Palácios internamente, mas visite a Rotonda.

 

6. PALAZZO SAN SEBASTIANO:: foi construído a mando de Francisco II, que viveu lá até sua morte. No salão principal havia nove pinturas de Mantegna retratando os “Triunfos de César”, mais tarde vendidos para a Inglaterra. Desde 2005, ele foi transformado em Museu da Cidade, e em algumas salas ainda possuem afrescos, abriga muitas pinturas, estátuas, bustos e outros trabalhos. Eu visitei ao interno, o bilhete era combinado com o Palazzo del Té.

7. PALAZZO  TE: Este local, durante o Blog Tour, eu tive o prazer de visitar com o Lorenzo Bonoldi, um m-a-r-a-vi-l-h-o-s-o guia (ja deu pra ver que eu amei) que nos contou toda a história de cada afresco, achei que a melhor maneira de explica-lo seria com as fotos portanto, clique na galeria abaixo, ela irá ampliar e siga  lendo as explicações:

Palazzo Te é a obra-prima de Giulio Romano, construída e decorada entre 1525 e 1535 como um lugar para o “ócio” de Federico II de Gonzaga. Foi inspirado pelas antigas vilas romanas e, embora tenha sofrido remodelações ao longo dos séculos, é um dos melhores edifícios da Renascença bem preservados. O nome Palazzo Te, foi dado em homenagem a ilha em que ficava Teieto, e está rodeado por jardins.

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

IMG_5237_resultado

Sala dos Mitos, com historias de Amore e Psique

Ao final do texto veja o nosso mapa do percurso!

Um vídeo com um pouquinho da explicação do Lorenzo:

 

 Ainda, fizemos um mapa grátis pra você imprimir e levar consigo na sua viagem.

MappaMantova

Para ter seu mapa, basta clicar abaixo e se inscrever na Newsletter, é rápido, prático e você ainda recebe várias noticias da Toscana.

Você ja se inscreveu? Então receberá no seu email, junto com a newsletter, o mapa de Mântua.

Mapas6

Mantova_banner_2

INFORMAÇÕES ÚTEIS

Como chegar a Mântua:

De trem:
– de Milão: 1:50 hs de trem regional (pode comprar no dia), custa €11
– de Verona: 46 min, trem regional (pode comprar no dia), custa €3,50
– de Florença: 2:26 hs com FrecciaArgento até Verona + regionale = +- €40
– de Bologna: 1:47 hs com FrecciaArgento até Verona + regionale = +- €27
A estação de trem está na praça Don Leoni no final da via Solferino e S. Martino, a sudoeste da cidade. É cerca de 10 minutos a pé da estação até o centro Mantua. A estação de ônibus é no Piazzale A Mondadori, perto da estação de trem.
De Carro:
De Milão: são 176 kms, +- 2hs
de Verona: 45 kms e 40 min
de Bolonha: 113kms e 1:15 hs
de Florença: 203 kms, 2:15 hs

Onde Ficar:

O Booking, nosso parceiro, possui várias opções, veja aqui.
Agorá Residenza
Palazzo Arrivabene B&B
Hotel Casa Poli, que foi o que eu fiquei quando visitei a cidade. Gostei muito, apesar de estar a 10 min de caminhada era calmo e o quarto era bom.

Guia de Turismo:

Para fazer passeios guiados na cidade eu indico o Lorenzo Bonoldi, ele é guia de turismo habilitado em inglês e italiano e formado em historia da Arte.
Visite o site dele e reserve o seu passeio. Visit Mantua.com

Horários e Ingressos:

PALAZZO DUCALE
Horário de funcionamento: terça a domingo, 8:15-19:15, última entrada às 18:20
Preço: 6,50
MUSEO CIVICO DI PALAZZO TE
Horário de funcionamento: segunda-feira 13-18, todos os outros 9-18 dias
A partir de 1 de Julho a 1 de horário de funcionamento de novembro até 20 na sexta-feira e sábado.
Fechamento: 25 de dezembro.
Bilhete único + Museu do Museu da Cidade de Palazzo Te: completos 9 €,
Os preços dos ingressos estão sujeitos a sobretaxas durante exposições.
Entrada gratuita para crianças até aos 11 anos
Descontos e concessões com Museus Mantova Card (desconto de 50% sobre a visita 5 museus).
PALAZZO SAN SEBASTIANO
Horário de funcionamento: segunda-feira 13-18, todos os outros 9-18 dias
A partir de 1 de Julho a 1 de horário de funcionamento de novembro até 20 na sexta-feira e sábado.
Fechamento: 25 de dezembro.
Bilhete único + Museu do Museu da Cidade de Palazzo Te: completos 9
Os preços dos ingressos estão sujeitos a sobretaxas durante exposições.
Entrada gratuita para crianças até aos 11 anos
Descontos e concessões com Museus Mantova Card (desconto de 50% sobre a visita 5 museus).
TEATRO SCIENTIFICO BIBIENA
Horário de funcionamento: terça a sexta, 10-13 e 15-18
Sábado, domingo e feriados 10-18
Fechado 1 de Janeiro, 15 de agosto, e 25 de dezembro.Fechado ao público em caso de conferências
Preço: 2,00 €
PALAZZO DELLA RAGIONE, TORRE DELL’OROLOGIO E MUSEO DELL’OPERA
Horário de funcionamento: terça a sexta, 10-13 e 15-18
Sábado, domingo e feriados 10-18
fechado às segundas-feiras, 1 de Janeiro, 1 de Maio e 25 de Dezembro
Preço:3,00 €

mantovacard.jpg

Mantova Musei Card

Com Mantova Musei Card você pode ir para o Palazzo Ducale, o Palazzo Te, Bibienas Teatro, Museu da Cidade de Palazzo San Sebastiano, Museu Diocesano, Palazzo della Ragione ea Torre do Relógio, o Palácio Museu de Arch e do Templo de custo San Sebastian 17 € (em vez de 34,50 €). Além de muitos outros benefícios para a entrada para os parques, nos transportes públicos, transporte, hotéis, restaurantes, bares, lojas. Saiba Museus Mantova Card 8: Visite Mantua nunca foi tão acessível!

 Agradecimentos: 

Para ver mais a minha recente viagem ao norte da Itália, siga a hashtag #VeronaGarda nas mídias sociais e neste blog!
Nota: Eu participei nesta viagem de imprensa como parte da minha seleção como um Top Blogger no TBDI2014. Esta turnê pós-conferência foi financiado pelos seguintes parceiros a quem agradeço imensamente pelo apoio e hospitalidade comovente:  TTG Itália , TBDI – Viagens Blogger Destino Itália , Verona Tuttintorno , Lago di Garda Veneto , Comune di Verona , Comune di Valeggio Sul Mincio (Verona) , Comune di Cavriana (Mantova) e Palazzo Te Mantova. Este post faz parte de uma série de textos baseados nas minhas experiências durante esta viagem. Todos serão identificados. Não recebi dinheiro para escrever, não tenho nenhum vínculo de obrigações de produção de textos, divulgação de mídia social, portanto tenho total liberdade editorial.
Textos de outros colegas que era no Blog Tour e escreveram sobre o Palazzo del Te: Kajta da Suécia (Skimbaco), Jeff (Eurotravelogue),  Rick Zullo e Noel dos Estados Unidos, Adam de Berlim e Saskia uma garota incrível da Holanda, Maria da Australia alem de 2 italianas a Eleonora e a Silvia Badriotto. 

Ainda, leia sobre esta viagem:

blogtrip

*Este post contém links para afiliados. Para ver nossa política de monetização, clique aqui.