Conheça a cidade etrusco-romana de Roselle, do VII sec a.c.

10/ago | por Deyse Ribeiro

A antiga cidade de Roselle se situa no Vale dell’Ombrone, a poucos quilômetros de Grosseto, e possui uma área arqueológica aberta a visitação.

roselle062_resultado

Vistar Roselle é como fazer um retorno ao período romano, podemos imaginar como deveria ter sido viver naquele período e conhecer um pouco mais sobre os romanos. É incrível pensar que eles ja na antiguidade eram assim tão desenvolvidos em vários campos, construindo termas, anfiteatros, estradas, aquedutos, sempre pensando na coletividade.

O anfiteatro é muito bem conservado e da bem a ideia de como era naquele tempo, com decoração a cubos a 45° perfeito. A acústica do local ainda é incrível!

anfiteatro

anfiteatro

Da Roselle dos tempos pré-romanos, sabe-se que, além de ser uma das cidades da Liga Etrusca, que se opôs a Roma no início do terceiro século antes de cristo, depois de quatro anos foi submetida ao cônsul L. Postumio Megello. Tornou-se um município romano após 89 a. C, mais tarde foi colônia até ser abandonada em 1138, quando a sede do bispo foi transferida para Grosseto.

Na área da antiga Roselle, há vestígios que datam do século IX ao VIII a. C. (os restos de cabanas, tumbas etruscas e villanoviane); o desenvolvimento da necrópole e habitações que testemunham que o centro cresceu a partir do VII século a. C.

formação do anfiteatro

formação do anfiteatro

Você pode admirar algumas tumbas etruscas na sala,  ainda as paredes, que são os restos etruscos mais importantes de Roselle, restos de casas, restos de construções que datam do VII e VI sec. a. c., um pequeno templo, as termas e o anfiteatro.

Ao entrar no local, você recebe um  mapa, com as trilhas possíveis, e na área arqueológica é possível fazer 2 caminhadas a pé:

roselle057_resultado

 

1.A primeira inclui uma visita a uma área de muros etruscos, desviando da colina no norte até chegar ao anfiteatro; em seguida, continua na direção do vale do buraco, você pode visitar as Termas de Adriano  e descer ao longo do decumanu (rua principal da cidade) para a saída, onde encontramos umas termas tardo-antigas.

  1. A segunda via dá acesso à cidade após o decumanu etrusco-romano: é possível visitar as termas tardo-antigas., o vale do buraco e as Termas de Adriano; em seguida, continuar até o anfiteatro e, finalmente, ao longo das paredes para a saída do sítio arqueológico.

roselle067_resultado

 

Veja o vídeo que eu fiz do Anfiteatro:

Cada um dos dois caminhos podem ser combinada com uma visita à área “dos quarteirões artesanais”, onde foi descoberto restos de fornos e casas onde trabalhavam artesãos.

Na área arqueológica, normalmente em Julho, você pode assistir a apresentações teatrais que acontecem dentro da própria cidade etrusco-romana de Roselle.

Se visitar a Maremma, visite a área arqueológica de Roselle, onde é possível conhecer as origens romanas e ainda estar em contato com a linda paisagem local. Passeio de natureza e cultura.

1239379_464767706990151_8845854310418946529_n

 

Informações:

Via dei Ruderi, loc. Roselle (Gr)
Tel. 0564-402403

Abertura:
novembro-dezembro-janeiro-fevereiro, das 8,30 as 16,45 (bilheteria fecha às 16 horas)
de 1 a 16 de Março (inclusive):das  8:30as 16:45 (última entrada 16h00)
de março 17-31 (inclusive), e de 1 a 30 de Setembro (inclusive): das 8:30 as 19:30 (última entrada às 18h30)
a partir de 1 abril a  31 agosto (inclusive): das 8:30 as19:30 (última entrada 19h00)
em outubro das 8,30-18,30

Entrada: 4,00 €
reduzido € 2,00 (para os cidadãos da UE com idades entre 19 e 25 anos de serviço em-professores nas escolas estaduais, mediante a apresentação de um certificado que comprove).
Entrada gratuita para os cidadãos da UE até à idade de 18 anos.
Entrada gratuita para todos a cada primeiro domingo do mês.



Publicidade

Compartilhe este conteúdo:


Por Deyse Ribeiro
Twitter - Facebook - Google Plus - Instagram - RSS

Mapa

Participe e dê seu pitaco!