Florença: Basilica di San Lorenzo, a igreja dos Medici

26/jan | por Deyse Ribeiro

Conheça a Basilica di San Lorenzo, a igreja dos Medici de Florença, local da mais antiga igreja da cidade, e símbolo da importância da família Medici no renascimento florentino.

Foto: Wikipedia Commons

Foto: Wikipedia Commons

Durante muito tempo, a Basílica di San Lorenzo, ou de São Lourenço em português, foi a Catedral de Florença, a mais importante igreja da cidade, até ser substituída pela Igreja de Santa Reparata, e em seguida, pela atual Catedral de Santa Maria del Fiore. Ela está localizada bem ao lado do  animado mercado de San Lorenzo, a poucos passos do Duomo e do Batistério.

A Basílica de São Lourenço é uma das mais antigas igrejas de Florença, foi consagrada em 393. Ela foi a catedral de 300 anos, quando então foi substituída por Santa Reparata, construída na Piazza del Duomo, sob o qual hoje é erguido o Duomo . Em 1059 houve a primeira expansão, e em 1419, se decidiu prolongá-la, dando o trabalho de Filippo Brunelleschi, com uma grande ajuda financeira dos Medici, que preferiam esta Basílica, ja que a poucos metros do seu Palácio, hoje Palazzo Medice-Riccardi. O resultado é a primeira igreja renascentista obra-prima que se tornaria então um ponto de referência para toda a arquitetura religiosa da cidade, e exemplo da importância da família Medice em Florença.

FLORENÇA BASILICA SAN LORENZO_1

O que impressiona o San Lorenzo é o contraste entre a pedra bruta da fachada exterior e a harmonia do interior. Dividida em três naves com colunas e arcos em pedra cinza, contrastando com as paredes de gesso branco. A fachada na verdade não foi terminada. Michelangelo foi encarregado de realiza-la, porém depois de fazer o modelo em madeira, foi chamado à Roma para trabalhar para o Papa e não terminou a obra.

As proporções do interior de São Lourenço são um exemplo perfeito da arte de Brunelleschi, gênio da época, também autor da cúpula do Duomo, capaz de realizar várias partes de um edifício e ligá-los todos em proporções matemáticas constantes, criando um grande senso de beleza e harmonia.

Uma das obras interessantes da Basílica esta Lo Sposalizio della Vergine (Casamento da Virgem), de Rosso Fiorentino, grande obra do maneirismo florentino, onde em volta de Maria e José há uma alegre celebração povoada por muitos personagens.

Um pouco mais adiante, se encontra os púlpitos em bronze de Donatello dos quais são lindamente esculpidas cenas do Antigo e Novo Testamento.

No momento, os dois púlpitos estão em restauração. Mas pagando 1 euro para a restauração, é possível ver de perto o trabalho dos restauradores e admirar melhor os detalhes desta magnífica obra em bronze.

FLORENÇA BASILICA SAN LORENZO_2

No lado direito ainda fica o neorinascimental monumento à Donatello, de Dario Guidotti e Raffaello Romanelli, 1896, dedicado ao escultor que tem a seu túmulo na cripta da Basílica.

FLORENÇA BASILICA SAN LORENZO_26

Outra obra importante é o afresco  Martirio di san Lorenzo de Agnolo Bronzino (1565-69), com cores fortes, típicas do maneirismo, que lembra muito Michelangelo.

FLORENÇA BASILICA SAN LORENZO_27

Próximo ao altar fica a Sagrestia Vecchia (sacristia velha), em que o gênio de Brunelleschi se juntou ao Donatello. A Sacristia tem a forma de um cubo, finalizada com uma cúpula. Ao interno fica uma pequena capela, dedicada à São João Evangelista, é dividida em 12 segmentos. O teto com afrescos reproduz a posição das estrelas e planetas de Florença, na noite de 4 de julho de 1442

.FLORENÇA BASILICA SAN LORENZO_21

Donatello realizou algumas figuras redondas que decoram os frisos, com querubins e serafins, os evangelistas nas paredes e as histórias de São João Evangelista nas pontas da cúpula. Na parede esquerda há o túmulo de Giovanni e Piero de ‘Medici, os filhos de Cosimo, o Velho, primeiro Medici no poder. Foi encomendado à Verrocchio em 1472 pelos filhos do mesmo Piero, Lorenzo, o Magnífico, e Giuliano de’ Medici.

Ainda possui a Sagrestia Nuova (Sacristia Nova) e a Cappelle Medicee (Capela dos Medici) que estão localizadas atrás da Basílica hoje. Antigamente o acesso era do interno da igreja. A Sacristia Nova e a Capela dos Medice tem a entrada separada pois são um museu do Estado Italiano, já a Basílica pertence à cúria. A entrada é independente e é pela Capela dos Medici.

Ja escrevi sobre a Capela dos Medici aqui –> Michelangelo em Florença: Sagrestia Nuova e suas esculturas

vitsa do alto da Basilica. A cúpula alta é da Capela dos Medice, atrás da Basilica. Foto: Wikipedia Commons

vitsa do alto da Basilica. A cúpula alta é da Capela dos Medice, atrás da Basilica.
Foto: Wikipedia Commons

À esquerda da fachada da Basílica é fica a entrada dos claustros, parte do antigo convento, dos Tesouros da Basílica e à Biblioteca Medicea-Laurenciana.

A Biblioteca é um importante centro de pesquisa nacional e internacional, bem como um destino para os turistas atraídos pela beleza das estruturas. A Sala de Leitura e a entrada da biblioteca foram desenhados por Michelangelo entre 1524 e 1534.

Ja escrevi sobre a Biblioteca aqui –> Michelangelo em Florença: a Biblioteca Medicea Laurenciana e sua arquitetura genial

IMG_1362

Antes de entrar na biblioteca desfrute um pouco da tranqüilidade do claustro da Basílica, com uma bela galeria com dois andares e um belo jardim. As construções em torno dos claustros sempre serviram como residência dos padres da igreja.

FLORENÇA BASILICA SAN LORENZO_5

Ainda há a Sala do Tesouro fica na cripta da Basílica, e se entra pelo claustro, onde pode ser visto o local onde Cosimo de’Medici, o velho,  foi enterrado, bem na coluna principal da basílica, demonstrando assim a sua importância como base da sociedade florentina na época. Também ficam expostos ali as relíquias de santos e objetos preciosos. No mesmo local fica a sepultura de Donatello.

INFORMAÇÃO PARA A VISITA
Horário de visitação: de segunda a sexta das 10-17  , e domingo de março a outubro das 13,30-17,30
Fechado todos os domingos de novembro a fevereiro
Preço do bilhete: € 3,50 e vale para entrar à Basílica e Sala del Tesoro
Entrada de turistas está localizado na porta do lado esquerdo da fachada.
Para mais informações e reservas
Tel +39 055 2645184 (de segunda a sexta 9,00-13,00)
A Biblioteca Laurentina está aberto de segunda a sexta-feira (fechado sábado, 1 de maio e 25 de Dezembro)
Horário: 9,30-13,30 (fechando a bilheteria às 13 horas).
O bilhete custa 3 €.

 

*Este post contém indicações para  serviços de afiliados. Para ver nossa política de monetização, clique aqui.


Publicidade

Compartilhe este conteúdo:


Por Deyse Ribeiro
Twitter - Facebook - Google Plus - Instagram - RSS

Participe e dê seu pitaco!