A Toscana: alguns roteiros

31/maio | por Deyse Ribeiro

Localização:
A Toscana situa-se na Itália Central, circundada pelas Regiões de Emília Romanha, Marche, Úmbria e Lazio.
Ela ainda possui várias ilhas como a Ilha D´Elba, Giglio, Capraia e várias outras. É uma região sobretudo de colinas, montanhas e costas sinuosas que cobre uma área de 22.992 km² e com uma população de 3,5 milhões de pessoas.

mapa-turistico-toscana-vinhoedelicias_thumb[164]

Mapa da Região Toscana

Um pouco de História:
A Toscana tem origens etruscas, foi um importante centro comercial durante a Antiguidade e Idade Média, fazendo parte do Império Romano e foi e continua sendo um polo artístico desde o Renascimento, seu período áureo.  Daí vem a grande variedade e quantidade de construções colossais que se apresentam por todas as cidades da região, são igrejas, museus, prédios públicos e bibliotecas em estilo Renascentista, Gótico, entre outros. Um verdadeiro tesouro artístico!
Florença desde o século XV era governada pela família Medici, que de pouco em pouco acabou por dominar também Siena, Pisa e quase todo o território hoje da Toscana, e desde o Séc. XVI o território dominado pela família Medici já se chamava Granducato da Toscana.
Em 1865 Florença se tornou a capital da Itália passando por grandes reformas, até 1871, quando, após o acordo com o Papado, a capital passou a ser Roma.

Gastronomia:
Como em qualquer região italiana, a gastronomia também é um forte de Toscana. Massas, pães, molhos, bolos, e vinho, muito vinho.
A bisteca alla fiorentina é o prato típico de Florença, assim como a tripa alla fiorentina, muito parecida com a dobradinha brasileira.
O que não pode faltar na mesa do Toscano é o vinho, e essa região tem em abundância, são mais de 6 tipos de vinhos DOCG e 37 DOC, além dos vinhos denominados IGT.
É assim que se aproveitam as delícias da culinária nestas cidades, com toda a simpatia e hospitalidade de um povo alegre e acolhedor.

Os vinhedos do Chianti

Os vinhedos do Chianti

O povo:
O povo toscano se orgulha do seu passado das batalhas políticas, das origens etruscas. O amor do toscano pela sua terra converteu-se em um forte campanilismo. Os antropólogos sociais acreditam na reminiscência dos conflitos medievais entre as cidades, como se observa em muitos festivais folclóricos toscanos, onde sob toda a” pompa” do espetáculo, se escondem sérias rivalidades entre os diferentes bairros e cidades toscanas, como no Palio de Siena, Giocco del Ponte de Pisa e Calcio Fiorentino.
Na minha opinião, o Toscano tem uma semelhança com o Mineiro, acho dois “tipos” muito parecidos. Aquele personagem tranquilo, observador, desconfiado, mas que depois que te conhece “abre os braços” para lhe acolher, esse é o Toscano, pois onde quer que você passe, eles estarão prontos para receber e contar as mais variadas histórias de seu povo e de sua cultura.

Turismo:
Toda a Toscana tem algo que agrada e apaixona, desde a visita aos monumentos mais maravilhosos do Renascimento até as boutiques de designers, a paisagem rural da Região com a suas pequenas cidades e vilarejos históricos, vinho e restaurantes até as mais variadas termas, o que não falta é opção. Se você busca enoturismo, gastronomia, turismo de aventura, praias, esquiar, turismo rural, compras, tudo você encontra aqui!

Colinas Toscanas

Colinas Toscanas

As cidades:
A região italiana da Toscana que possui dez províncias: Florença, sua capital,  Siena, Arezzo, Pisa, Grosseto, Livorno, Lucca, Massa-Carrara, Pistoia e Prato.
Entre as cidades mais famosas da região, encontramos:
–  Florença: capital da região, e capital da arte Renascentista, da arquitetura, do artesanato e da moda, com uma atmosfera romântica que encanta qualquer um. Essa cidade merece ao menos 3 dias de passeios tranquilos pela cidade!
–  Siena: antiga rival de Florença, que disputava o titulo de centro das artes e da cultura italiana, cidade do Palio e da Piazza del Campo
Pisa: famosa por sua torre, desde o século XI ao XVIII assegurou o domínio da cidade no Mediterrâneo Ocidental, criando  relações comerciais com a Espanha e o Norte da África originando assim uma revolução cultural que se refletiu nos edifícios como o Duomo, o Batistério e a Torre.
San Gimignano: com as suas quatorze torres medievais e o seu precioso vinho branco, o Vernaccia,
Pienza: a sua praça central é esboço de uma cidade renascentista encomendada em 1459 pelo Papa Pio II ao arquiteto Bernardo Rosselino
Volterra : cidade de herança etrusca em convívio harmonioso com a Renascimento
Lucca: cidade que mantém conservada a sua muralha do séc XVI e sua curiosa praça redonda
Montepulciano com os seus palácios de inspiração renascentista florentina
– Arezzo, onde se conservam na igreja de São Francisco os admiráveis afrescos de Piero della Francesca
Montalcino: a cidade pátria do maravilhoso vinho Brunello de Montalcino
– cidades do Chianti: maravilha das paisagens toscanas, uma sucessão de colinas suaves, colinas de vinhedos  e de oliveiras
E não para por aí porque a Toscana tem muita cidade interessante…

Volterra

Volterra

Hospedagem:
Uma boa opção é ter como cidade base Florença e fazer passeios de um dia pelas cidades da Toscana, já que Florença está quase no meio da região.  Mas quem tiver mais tempo disponível é muito relaxante fugir do stress da cidade grande e procurar um refúgio nos Agriturismos (hotéis fazenda) da região.

Reserve hotéis com o Booking aqui.

Transporte:
A melhor forma de “girar” pela Toscana é de carro, já que muitas cidades não dispõem de trem. Se seu interesse é Lucca, Pisa ou Siena é possível visitá-las somente com o trem direto de Florença.
É muito fácil comprar um bilhete para Veneza, Milão ou Roma via www.trenitalia.com . Se algumas dessas cidades será seu próximo destino, existe ainda a possibilidade de primeira classe nos trens comprando com antecedência.

trenitalia

poltrona da primeira classe da Trenitalia

Boa Viagem e não se esqueça de contar com uma guia de turismo durante a sua viagem, para realmente “mergulhar” na cultura toscana!

Leia mais: 
– Resumão: Tudo o que você precisa para viajar para a Toscana
– Tudo sobre o Aeroporto de Florença
– Como chegar em Florença
– Números e links úteis
– Tudo o que você precisa saber sobre o transporte em Florença

Veja o Calendário anual de eventos na Toscana e não perca nada!

Conheça os passeios guiados em Florença e conheça a sua história.

 



Publicidade

Compartilhe este conteúdo:


Por Deyse Ribeiro
Twitter - Facebook - Google Plus - Instagram - RSS

Participe e dê seu pitaco!