A obra prima da arquitetura Renascentista: a cúpula do Duomo de Florença

05/mar | por Deyse Ribeiro

* Escrito por Marco Petrini

A cúpula da catedral de Florença, sem dúvida, é um dos símbolos da cidade toscana, também chamada de cúpula de Brunelleschi, em homenagem ao arquiteto renascentista Filippo Brunelleschi quem a projetou. A cúpula octogonal, é notável pela sua elegância e seu tamanho: com um diâmetro externo de 54 metros e altura, até no alto da lanterna, de 114 metros.

Catedral de Florença ou Duomo

Catedral de Florença ou Duomo

No início de 1400 a catedral, construída sobre o projeto do arquiteto Arnolfo di Cambio, não havia a cúpula, havia somente um buraco, e assim permaneceu por muitos anos porque era tecnicamente difícil de conseguir uma cúpula com um diâmetro interno de 45 metros. Imagine construir uma cúpula a 60 metros de altura sem andaime?

Depois de algumas competições com a participação de vários arquitetos, a Arte della Lana entregou a obra para Filippo Brunelleschi e Lorenzo Ghiberti, mas os dois não concordavam com a forma de realizar o trabalho, já que Filippo era um personagem difícil.

Em 1423 a comissão deixou o cargo apenas para Brunelleschi, e como uma demonstração do caráter do genial arquiteto florentino mal-humorado e rude, houve muitos incidentes durante a construção da cúpula. Diz-se que Filippo diante dos pedreiros que exigiam um aumento salarial, os despediu, dias depois os assumiu por um salário menor do que antes, e ainda a historia de que ele misturava o vinho com água para que os pedreiros trabalhassem melhor.

A invenção de Brunelleschi foi realizar a cúpula sem o uso da centina (obra provisória em arco de madeira, como um molde, que forma a estrutura de apoio da cúpula até que ela tome forma e resista) e realizar duas cúpulas ligadas, uma interna com a função de sustentação, e a parte externa de revestimento, proteção de água, vento, etc.

Microsoft Word - LA CUPOLA DI BRUNELLESCHI A FIRENZE.doc

Para realizar a cúpula sem centine ele construíu com a técnica chamada “espinha de peixe” (tijolos colocados perpendicularmente uns aos outros) em espiral, de modo que a construção seja desenvolvida de forma independente. A dupla cúpula tem função de aliviar o peso global da obra, criando um espaço vazio no interior, ao interno a estrutura possui arcos a ogivas.

espinha de pesce

Outro mérito do arquiteto foi ter inventado o máquinas de madeira e cordas (grua, ou sistema de guindaste com roldanas) para transportar e mover materiais de construção a uma altura considerável, a cúpula foi construída a uma altura de 55 metros!

A construção foi concluída em 1436 e ainda faltava construir a lanterna no alto do topo da cúpola. O trabalho deste último começou em 1446, poucos meses antes da morte de Brunelleschi, e, em seguida, a construção foi concluída por Michelozzo.

a lanterna

A bola de bronze dourada sobre a lanterna foi o realizada por Verrocchio (maestro de Leonardo da Vinci) e foi colocada em 1471.

Você pode ver, ainda hoje, que a decoração externa da galeria, na base da cúpula, é apenas um dos oito lados. Diz a lenda que a opinião negativa de Michelangelo a Baccio D’Agnolo, autor da decoração, o decepcionou. Michelangelo disse que a decoração era como uma gaiola para os grilos e, em seguida, o D’Agnolo desapontado com o julgamento não terminou o trabalho. Mas, provavelmente, o trabalho foi interrompido por razões estáticas, por não ocasionar mais peso a estrutura da cúpula.

Entre 1572 e 1579 o interior da cúpula foi pintado por Giorgio Vasari e Federico Zuccari com cenas do Juízo Final.

Outra curiosidade é foi o incidente que aconteceu durante uma forte tempestade em janeiro de 1601, devido a um forte raio que caiu sobre a bola de Verrocchio, esta rolou e bateu na cobertura da catedral em cinco partes. Felizmente não houve mortes ou feridos e a bola foi colocada de volta um ano depois. Hoje, atrás da Catedral há um marco no pavimento com uma placa circular de mármore no ponto onde a bola caiu.

PallaVerrocchiodisco-marmo

A cúpula está aberta a visitação, onde, subindo 463 degraus, é possível chegar a lanterna e você poderá admirar as vistas panorâmicas sobre a praça da catedral e grande parte da cidade.

Fotos: Wikipedia Commons e do Livro: La cupola del Brunelleschi de Francesco Gurrieri (Accademia dell’iris, firenze 2010)

Informação:
Vistas a cúpula: preços €10
segundas as sextas: 8:30 – 19:00
sábados: 8:30 – 17:40
https://operaduomo.firenze.it/”>https://operaduomo.firenze.it/

Escrito por: MARCO PETRINI, saiba mais sobre ele aqui.

Leia mais:

Veja alguns dos passeios que ofereço aqui!
Um passeio guiado é a melhor forma de conhecer a arte, a cultura e a gastronomia local!



Publicidade

Compartilhe este conteúdo:


Por Deyse Ribeiro
Twitter - Facebook - Google Plus - Instagram - RSS

Participe e dê seu pitaco!