La Fiorita e Savonarola, uma comemoração curiosa em Florença no dia 23/05.

22/maio | por Deyse Ribeiro

Todo 23 do mês de maio em Florença flores são doadas em memória do Frei Dominicano Fra ‘ Girolamo Savonarola, conheça a história dessa comemoração.

Quem foi Savonarola?

Girolamo Savonarola, foi uma frei dominicano e um fanático puritano, tornou-se ditador moral da cidade de Florença quando os Médici foram expulsos temporariamente em 1494. Enviado para Florença, originalmente anos antes, ele fez uma reputação de austeridade e de “aprendizagem”, e tornou-se o Prior (superior) do convento de São Marcos (onde o seu quarto ainda pode ser visto). Para a população da época foi um visionário, profeta e pregador, ordenava a queima em grandes fogueiras de “coisas  mundanas”, obcecado com a maldade humana e convencido de que a ira de Deus estava prestes a cair sobre a terra.

Fra Bartolomeo, ritratto di Girolamo Savonarola (1498) Foto: wikipedia Commons

Fra Bartolomeo, ritratto di Girolamo Savonarola (1498)
Imagem: wikipedia Commons

Em agosto de 1490, Savonarola começou seus sermões no púlpito da igreja de São Marcos com a interpretação do Apocalipse, foi se tornando cada vez mais famoso, e  toda a cidade de Florença ia ouvi-lo, de modo que seus sermões na catedral foram exercendo uma influência constantemente crescente sobre o povo. Em vários dos seus sermões fazia crítica quanto ao governo da cidade, embora os Médici se mostrassem sempre mecenas generosos do mosteiro.

Savonarola começou a criticar a imoralidade, a vida de prazeres dos florentinos, enquanto pregava que a população voltasse à vida da virtude cristã. Seus sermões e sua personalidade causavam um profundo impacto na população. Ele severamente reprovava piadas e frivolidade da poesia, o sexo (especialmente homossexual , o jogo, as roupas finas, as jóias , o luxo de todo tipo . Ele denunciou as obras de Boccaccio, pinturas de nu, imagens de divindades pagãs e toda a cultura humanista do Renascimento italiano. Ele colocou um fim aos carnavais e festivais dos florentinos tradicionalmente apreciados, substituindo os por festas religiosas. Na famosa ” fogueira das vaidades “,  em 7 de fevereiro de 1497, ele ordenou a queima de mesas de jogos, baralhos de cartas , máscaras de carnaval, espelhos, enfeites , estátuas nuas, livros e imagens supostamente indecentes. O frade também desaprovou a especulações financeiras da epoca e os empresários.

Savonarola preaching against prodigality  de Ludwig Von Langenmantel - 1879 Imagem: Wkipedia Commons

Savonarola preaching against prodigality de Ludwig Von Langenmantel – 1879
Imagem: Wkipedia Commons

Savonarola intensificou suas críticas, agora contra os abusos na vida eclesiástica, da imoralidade de grande parte do clero, sobretudo a vida imoral de muitos membros da Cúria romana, dos príncipes e dos cortesãos.

Não surpreendentemente, Savonarola fez muitos inimigos poderosos. Entre eles estava o papa Borgia, Alexandre VI, que tinha boas razões para se sentir desconfortável com a denúncia do laxismo e luxo da Igreja e seus líderes, o que culminou com a sua excomunhão. No Domingo de Ramos em 1498 uma multidão apareceu em São Marcos e Savonarola foi preso pelas autoridades florentinas com dois frades que estavam entre os seus seguidores mais ardorosos , Fra Fra Dominico e Salvestro. Todos os três foram cruelmente torturados antes de serem condenados como hereges e entregues por dois comissários papais, que tinham vindo de Roma.

Il rogo in Piazza della Signoria - Anonimo, 1498, Museo di S. Marco, FI. Imagem: Wikipedia Commons

Il rogo in Piazza della Signoria – Anonimo, 1498, Museo di S. Marco, FI.
Imagem: Wikipedia Commons

Na manhã do dia 23 de maio uma multidão de florentinos reunidos na Piazza della Signoria, onde um andaime tinha sido erguida sobre uma plataforma (onde uma placa marca o local hoje)., la foram colocadas 3 forcas para pendurar os frades, e três correntes, para apoiar seus corpos enquanto eles foram posteriormente reduzida a cinzas. Alguns da multidão gritou insultos contra Savonarola e seus dois companheiros, eles foram enforcados e depois queimados em praça publica. Alguns contam que na queima um braço de Savonarola se destacou da corda, e a sua mão direita parecia levantar com dois dedos, como se quisesse “abençoar o povo ingrato de Florença”.

Execuzione di Girolamo Savonarola - Filippo Dolciati - 1519 - Museo di San Marco Imagem: Wikipedia Commons

Execuzione di Girolamo Savonarola – Filippo Dolciati – 1519 – Museo di San Marco
Imagem: Wikipedia Commons

Savonarola being burnt at the stake - Anonimo Imagem: Wikipedia Commons

Savonarola being burnt at the stake – Anonimo
Imagem: Wikipedia Commons

Alguns séculos depois, a cidade relembra essa morte injusta de um Frei muito  “puritano”, a Comemoração da Fiorita.

Na data se celebra uma missa em homenagem ao Frei e, assim como os habitantes da cidade tinha feito na manhã após a morte do pregador, hoje os cidadãos de Florença deixam flores para Savonarola, exatamente no local onde ele foi queimado e onde hoje ha um placa na Piazza della Signoria.

A cerimônia é seguida por uma procissão em trajes de época até o Ponte Vecchio, onde foram jogadas as cinzas de Savonarola e onde na comemoração, são jogadas flores.

Se você está à procura de coisas tradicionais e autênticas em Florença não deixe de se juntar-se à Comemoração da Fiorita . Este evento é gratuito!

INFORMAÇÕES

onde: Piazza della Signoria

quando: Sexta-feira 23 de maio as 10:30

itinerario:

10:00 – missa na Cappella dei Priori no Palazzo Vecchio (fechado)

10:15 – começa o Corteo Storico della Repubblica Fiorentina, o desfile do grupo de trajes de época que sai da Piazzetta di Parte Guelfa, via Porta Rossa, Mercato Nuovo, via Vacchereccia, Piazza della Signoria.

10:30 – Piazza della Signoria – Infiorata – o  Corteo Storico della Repubblica Fiorentina, deposita flores sobre a lapide de Girolamo Savonarola na Piazza della Signoria

11: 00 – o  Corteo Storico della Repubblica Fiorentina, depois de ter depositado as flores, irá pela via Vacchereccia, depois pela rua Por Santa Maria, até o Ponte Vecchio, onde serão jogadas simbolicamente flores no rio Arno, e depois retornará ao Palagio, onde a manifestação terá fim as 12 hs.

Leia também:

Veja o percurso:



Publicidade

Compartilhe este conteúdo:


Por Deyse Ribeiro
Twitter - Facebook - Google Plus - Instagram - RSS

Participe e dê seu pitaco!