Como realizar um casamento na Itália: a cerimônia – parte 1

02/nov | por Deyse Ribeiro

Para aqueles que pretendem se casar por aqui, alguns conselhos de como realizar um casamento na Itália, ajudando a escolher primeiramente o tipo de cerimônia

casamento_35

casamento do Douglas & Fernanda em Portofino

Primeiro, antes mesmo de saber se vale a pena, escolher onde se casar, etc, é primordial decidir o tipo de cerimônia que é do interesse do casal, porque, claro, influi substancialmente nos gastos.

Quais os tipos de cerimônia de casamento?

1. Cerimônia Simbólica

Aquela que não há valor civil ou religioso, é a preferida dos casais ateus, ou que possuem religiões diferentes.

_MG_2220

Fernanda & Douglas

  • Pode ser uma cerimônia laicarealizada por um celebrante laico. Geralmente o cerimonialista se prepara e pergunta um pouco sobre o casal, história, autor preferido, etc. Na cerimônia não há leitura de bíblia, mas, às vezes, o celebrante lê uma poesia, um trecho de um texto, lembra histórias do casal, sempre de uma maneira leve, mas que ressalta o valor da escolhas que os levaram até aquele  momento tão importante e, sobretudo, reflete sobre o amor e a união do casal. Já vi algumas cerimônias laicas serem mais românticas e tocantes que as religiosas, depende muito de quem as celebram.

– Pode ser realizado em qualquer ambiente como Villas, salas de Castelo, Hotéis, ou mesmo pequenas capelas desconsagradas.

– Uma boa opção aos noivos que ainda não terminaram todo o processo de divórcio.

Barbara e Leandro em Villa perto de Florença com benção

Barbara e Leandro em Villa perto de Florença com benção

  • Pode ser uma bênção religiosa. Algumas religiões permitem uma simples bênção sem efeito religioso, já outras possuem toda uma burocracia, porque o casamento é único e não pode ser desfeito, havendo uma conotação diferente. Quando um, ou mesmo os dois noivos já foram casados por exemplo, a religião católica não permite uma outra celebração e por isso muitos casais optam pela benção protestante, ou de outra religião.

– Obs: quem ja foi casado não pode fazer a bênção católica, os padres em geral não permitem.

2. Cerimônia Religiosa

Tudo vai depender da religião escolhida pelos noivos, vamos as mais comuns:

casamento religioso_15

Cerimonia Religiosa na Igreja de Ognissanti em Florença – Carol & Alfred

  • Cerimônia religiosa Católica: para se casar na Itália, um país muito católico, as regras são as mesmas, ainda mais exigentes que no Brasil. O casamento religioso católico é único, eterno e há um registro dessa cerimônia que é mantido. Para se casar no religioso na Itália alguns requisitos são obrigatórios para estrangeiros.
  • Raramente um padre aceita realizar uma cerimônia para não paroquianos (ou seja, os estrageiros).
  • Não é possível realizar a cerimônia religiosa fora de uma igreja, como em uma Villa por exemplo. Os padres não saem da sua paróquia para realizar o casamento.

Eis as informações dadas pela arquidiocese de Florença:

  • É OBRIGATÓRIO para se  casar no religioso:
    • que nenhum dos cônjuges tenha sido casado anteriormente (nem civilmente, nem religiosamente)
    • que todos os dois tenham realizados todos os sacramentos (batismo, primeira comunhão e crisma)
    • os noivos devem ser casados no Brasil civilmente antes da cerimônia religiosa.
Shirley & Carlos em Florença

Shirley & Carlos em Florença

  • Quanto à parte burocrática, os documentos necessários são:
    – certificado de casamento civil, com tradução juramentada.
    – deve pedir ao padre da sua paróquia que faça um certificado de todos os sacramentos, e que os envie em original à Arquidiocese de Florença (ou outra cidade)
    ** esses documentos têm validade de 6 meses, se forem apresentados fora desse periodo devem ser refeitos.
    – a arquidiocese irá dar um carimbo e o Wedding Planner leva ao padre, aqui na Itália, em até 1 mês antes do casamento.
    – para a cerimônia, devem ter duas testemunhas, que não é necessário que falem italiano, mas devem ser batizadas.
    – Se tudo está ok, os noivos devem levantar alguns desses documentos na curia brasileira e enviar para a curia italiana.
  • O ato de casamento que a Igreja dá é único e não precisa nem ser transcrito no Brasil, já que a Igreja é universal.
casamento_11

A família de Carol & Alfred com a Valentina (Wedding Planner) e eu na frente da da Igreja de Ognissanti

Ainda é possível fazer cerimônia de várias outras religiões como judaica, batista, etc.

3. Cerimônia Religiosa com efeito civil

Neste caso, depende da religião. Voltamos a religião católica, a mais complicada. Para se casar com efeito civil, além dos procedimentos já falados acima, devem se juntar toda a prática burocrática civil italiana que falo abaixo.
casamento_3

Victor & Talita

Já a mais fácil, a cerimônia protestante, pode ser realizada até mesmo em um terraço em Florença ou em uma Villa.

4. Cerimônia Civil

Aqui é muito importante se informar antes de iniciar um processo de casamento na Itália, porque, por experiência própria, cada caso é um caso. O meu melhor conselho é se informar no consulado italiano mais próximo a sua região. Pergunte, dê toda a sua informação completa e clara: se já foi casada, se separada e não divorciada, se há sentença de divórcio, se viúva, se há a dupla cidadania.
exemplocasamento_8
Porque, em geral, todas as  assistências de Wedding Planner na Itália são relativas ao casamento italiano, a validação do mesmo no Brasil (que é somente documental) deve ser responsabilidade do casal, pois eles não tém como saber a legislação de cada país.
Algumas cidades possuem um taxa para aluguel do local da cerimônia bem salgada. Por exemplo uma cerimônia no Palazzo Vecchio pode custar até 2.000 euros po somente uma hora. Nestes casos, indica-se outras cidades próximas com preço melhores, ou numa Villa próxima do centro de Florença.
O casamento civil é o mais burocrático de todos e, atenção, aqui nas prefeituras os italianos são atentos!
Fernanda e Douglas

Fernanda e Douglas

*Passo-a-passo do que é necessário para casar no civil na Itália SE Há A CIDADANIA SOMENTE BRASILEIRA:
1. necessário trazer os seguintes documentos (clique aqui e veja quais são no site do consulado) requeridos
2. quando chegar na Itália, deverá ir ao Consulado Brasileiro de Roma para que os documentos que preparou no Brasil, sejam certificados, e fazer o “nulla osta” (documento obrigatório para casar na Itália)
3. em geral (depende de cidade a cidade) 2 dias úteis antes da cerimônia, o wedding planner acompanha os noivos à prefeitura (Comune) para confirmação do casamento e apresentação dos documentos (passaporte + documentos levantados)
4. O casamento na Itália, em geral*, acontece na sede da prefeitura (Comune) e é realizado pelo Prefeito da cidade, vice ou substituto.
A cerimônia é muito bonita porque geralmente é realizada em locais muito antigos.
– São necessários 2 testemunhas que devem falar e compreender o italiano, se não tiver, o wedding planner as encontrará. O rito em si é similar ao do cartório no Brasil.
– Este tipo de cerimônia é realizada SOMENTE em propriedades do município,  exceto matrimônio religioso com efeito civil.
Obs: alguns municípios dão possibilidade de se casar em Villas
5. Após o casamento, 1 dia útil depois, o Wedding Planner providencia o seu certificado de casamento, com as devidas taxas e “marcas” necessárias na Itália
6. assim, os noivos devem retornar ao Consulado para “certificar” desta vez os documentos italianos, para que o casamento tenha validade no Brasil. As despesas no consulado e no Brasil para o reconhecimento são a cargo do casal.
Carol & Alfred em Florença

Carol & Alfred se casaram com cerimônia religiosa e civil separadas, essa foi a civil na cidade de Sesto Fiorentino

*Passo-a-passo do que é necessário para casar no civil na Itália SE Há CIDADANIA ITALIANA:
– o cônjuge que tem cidadania italiana deve verificar no Consulado Italiano no Brasil se consta inscrito ao AIRE, para que tudo seja em ordem.
– deverá fazer a publicação do casamento no consulado Italiano no Brasil, verificando junto a este os documentos necessários.
– quando chegar na Itália, não deverá pedir o “nulla osta” na Embaixada, pois já é cidadão italiano.
– o cônjuge brasileiro (sem cidadania italiana) deve seguir o procedimento de casamento de cidadão brasileiro descrito acima.
– após o casamento, os noivos devem retornar ao Consulado Brasileiro em Roma para “certificar” novamente, agora os documentos italianos, para que o casamento tenha validade no Brasil.
casamento_33

Fernanda & Douglas – Portovenere

2015(C)LivioLacurre_alfred-carolina-bp_ss_236

Carol & Alfred

_K5R9726

Shirley & Carlos

casamento -

Leilane & Rodrigo

Depois que os noivos decidirem qual cerimônia  lhes interessa, é hora de começar a ver como deve ser o casamento, onde e em quem  você pode confiar para lhe ajudar.
Enquanto ainda fico devendo os próximos textos sobre casamento, você pode ler os outros posts que já escrevi sobre esse assunto e nossa indicação de serviço de Wedding Planner na Itália.
casamento_28

Shirley & Carlos

*Todas as fotos usadas nesse texto foram de leitores deste blog que se casaram utilizando os serviços do casal de Wedding Planners indicados pelo blog. Algumas fotos são de fotógrafos profissionais outras não.

Wedding Planners e eu

Wedding Planners e eu

tag: Como realizar um casamento na Itália

publieditorial



Publicidade

Compartilhe este conteúdo:


Por Deyse Ribeiro
Twitter - Facebook - Google Plus - Instagram - RSS

Participe e dê seu pitaco!