San Giovanni D’Asso e o Museu do tartufo

03/nov | por Deyse Ribeiro

Conheça a cidade de San Giovanni D’Asso, terra de tartufo em meio à região das colinas da Crete Senesi e seu curioso Museu do Tartufo  (trufas).

San Giovanni d’Asso é uma vila pequena e pitoresca na província de Siena. Por sua localização e pelos seus tesouros, é um lugar ideal para passar um fim de semana agradável e relaxante, especialmente adequado para os amantes do tartufo, ou seja, trufas em português.

san-giovanni-dasso-museu-tarufo_1

San Giovanni d’Asso é uma pequena cidade da Toscana, que está no coração da região chamada de “Crete Senese”. Ela tem apenas 900 habitantes e recebeu o nome do rio que passa no vale da região, o rio Asso. A pequena dimensão da cidade não afeta definitivamente a vitalidade e iniciativa dos cidadãos e da administração local porque 2 vezes ao ano a cidade é invadida de turistas na época dos Festivais de tartufo, que acontecem em março (festa do tartufo marzuolo) e nos dois primeiros fins de semana do mês de Novembro (festa do tartufo bianco), onde é organizado uma exposição e mercado com degustações e prêmios, onde a trufa é a estrela indiscutível.

A cidade:

Mas sua história tem raízes profundas. De acordo com recentes descobertas arqueológicas, de fato, é certo que seu território foi ocupado desde os tempos antigos, vestígios de assentamentos romanos e etruscos estão ao longo do rio Asso e os restos de uma Pieve (igreja) do século V ainda são visíveis em Pava, uma localidade de San Giovanni D’Asso.nNo final da Idade média San Giovanni tornou-se parte do território de Siena definitivamente.

san-giovanni-dasso-museu-tarufo_26

A vila tem mantido a sua aparência medieval, graças à presença de castelos e edifícios da arquitetura típica do período, todos perfeitamente preservados. Um agradável passeio pode começar a partir da fortaleza, localizada no ponto mais alto da cidade. No local hoje, funciona  o Museu do Tartufo (ou trufa), foi construído em 1200 e modificado em séculos posteriores por várias famílias de Siena. Depois de se tornar de propriedade do cardeal Petroni, foi construído a vizinha Igreja de São João Batista.

Pontos de interesse na cidade:

– Parque Arqueológico de Pieve a Pava: Ao longo da estrada para Torrenieri, entre a junção de Pieve a Salti e  Lucignano d’Asso. O parque arqueológico permite-lhe descobrir a história do Vale do Asso contada a partir da arqueologia e a partir das plantas. No local os arqueólogos descobriram uma antiga igreja do século V e seu cemitério; e os botânicos demonstram como era a antiga paisagem dos bosques e florestas do vale com o plantio de espécies que uma vez cresciam lá.

– Bosco della Ragnaia – É um parque de bosco e jardim criado pelo artista americano Sheppard Craige em San Giovanni d’Asso. Embora em algumas partes pareça um parque antigo, a floresta é uma obra contemporânea, que começou em 1996 e continua até hoje. Sob grandes árvores, existem caminhos, fontes, colunas de madeira e aço, e citações modernas no meio do caminho. Entre os edifícios dignos de nota são: l’altare dello Scetticismo, il Centro dell’Universo, e di un Oracolo di Te Stesso. O Bosco não oferecem um sentido, mas é, pelo contrário, aberto a todas as interpretações. Maiores informações aqui.

Castello di San Giovanni d’Asso e Museo del Tartufo – Localizado sobre uma colina de 310 metros de altura, o antigo castelo tem vista para as colinas da “crete senesi“. É formado de uma união de um três edifícios construídos ao longo dos séculos e que possuem um pátio interior. O ambiente mais importante do edifício é a Sala del Camino, com acesso ao pátio e grandes janelas. NO subterrâneo fica o Museo del Tartufo (veja mais abaixo) e Centro de Documentação.

san-giovanni-dasso-museu-tarufo_29

Montisi – Pequeno burgo medieval, onde vivem 350 pessoas, e onde surgia a chamada “Grancia di Montisi”, que em 1295 era considerado uma dependência do Ospedale de Santa Maria della Scala. Era parte do complexo onde também tinha uma torre, cópia exata da Torre del Magia de Siena, mas que foi explodido pelas tropas alemãs em retirada em 1944. Atualmente é uma fazenda biológica particular, com uma parte do Palácio medieval e da torre permanece apenas a base, reconstruída com as pedras originais. Ao interno do Palácio, existe um  teatro do século XIX, com seus 58 assentos, é um considerado um dos menores da Itália.

Igreja di San Giovanni D'Asso

Igreja di San Giovanni D’Asso

Museu do Tartufo:

Além de sua beleza arquitetônica, vale a pena a visita ao Museo del tartufo, situado junto ao castelo. A exposição abrange uma área de cerca de 250 metros quadrados e é dividido em quatro seções que acompanham o visitante em uma viagem na história e cultura deste tubérculo particular.

san-giovanni-dasso-museu-tarufo_21

san-giovanni-dasso-museu-tarufo_18

san-giovanni-dasso-museu-tarufo_12

A primeira parte, na verdade, contém informações sobre o seu papel nas diferentes épocas e civilizações, nas crenças populares e na culinária. Mas o museu é principalmente uma viagem dos sentidos. Graças ao envolvimento do olfato, tato e audição, é possível conhecer mais sobre as trufas, seu desenvolvimento, e a caça, graças aos aparelhos colocamos no museu onde é possivel tocar na terra e nas pedras da região onde o tartufo nasce, cheirar os diversos tipos de ervas e aromas da região, e claro advinhar o cheiro do tartufo e ouvir os animais e sons da floresta onde os tartufaios caçam as trufas.

Á visão é então reservada uma reconstrução em tamanho natural do tartufo acompanhado por contribuições multimídia dedicadas ao seu habitat natural. Na última seção do museu, um currículo culinário que reproduz uma cantina camponesa e uma da alta classe burguesa, e explorando os diversos usos na cozinha.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Por fim, há ainda um centro de documentação e um local onde é realizado laboratórios didáticos para crianças e adultos.

17669__mostramercatotartufobiancodellecretesenesi-2

Onde comer:

Quando estive na cidade, eu almocei no restaurante La Locanda del Castelo, que tinha pratos divinos com trufas. Recomendo! Fica na praça central da cidade, exatamente no Castelo da cidade.

Há um menu muito bom e ótimos vinhos. Comi um gnocchi ripieni (recheado) de queijo taleggio e com tartufo fresco maravilhoso.

Humm pena que foto ainda não tem cheiro! #Gnocchi recheado de taleggio com tartufo branco! Porque a época de #tartufo branco já começou!!

Uma foto publicada por Passeios Na Toscana (@passeiosnatoscana) em

La Locanda del Castelo – Piazza Vittorio Emanuele II, 4

 

Festivais de trufas:

Mostra Mercato del Tartufo Bianco delle Crete Senesi  – trufa branca – (a segunda ea terceira semana de novembro)
São propostos degustações, iniciativas artísticas e culturais, o mercado de produtos agrícolas e alimentares e produtos de artesanato, venda de trufas brancas frescas. Saiba mais sobre a Monsta Mercado de 2016 no Calendário de eventos de novembro AQUI.

Festa del Tartufo Marzuolo e dei prodotti tipici delle Crete Senesi  – trufa chamada Marzuolo (março)
Mercado para produtos locais, degustações, as vendas de trufa marzuolo da região crete senesi.

Giostra Foto: wikipedia commons

Giostra di Simoni
Foto: wikipedia commons

Outras festas locais:

Festa dello Scricchio – acontece todo domingo da Páscoa. A festa inicia já no sábado anterior, com a abertura das portas do grande armário/relicário no centro do altar da igreja de San Giovanni Battista, e uma relíquia de um santo é sorteada (dentre as várias relíquias que se encontram ali) e estas são levadas em procissão pelas ruas de San Giovanni d’Asso no dia seguinte. O no domingo à noite é fechado o grande armário, que produz um som, que em italiano é chamado de scricchiolio, que dá nome à festa.

Giostra di Simone – o evento comemora o assalto de Simone Cacciaconti, de onde vem o nome da festa, e seus guerreiros que ocorreu em dezembro de 1292. A disputa que ocorria de maneira semelhante aos dias atuais, era jogado no século XVIII, e foi realizada regularmente até a Segunda Guerra Mundial; retomado em 1972 e  comemorado todos os anos em um campo localizado em frente ao santuário de Nossa Senhora das Neves, ao longo da estrada para San Giovanni d’Asso. Acontece no domingo mais próximo ao dia 5 de agosto.

Foto wikipedia commons

Foto wikipedia commons

Como ir:

  • De carro de Siena, tomar o SS 2 Cassia em direção ao sul até ao cruzamento para Torrenieri, em seguida, siga as indicações;
  • O San Giovanni d’Asso não possui sua própria estação de trem, a mais próximo é a de Asciano e está apenas a 13 km

 

Informação:

Museo del tartufo 
Horário: verão (maio a setembro) – de quinta-feira a domingo – 10:00-13:00 | 15:00-18:00
Horário de Inverno (outubro a abril) – de sexta-feira, sábado e domingo – 10:00-13:00 | 15:00-18:00
Preço total: € 4,00
Reduzido: estudantes, professores, mais de 65, os membros do ICOM, Edumusei CARD: € 3,00
Crianças (6 a 13 anos): € 2,00
Grátis: moradores, crianças menores de 6, deficientes
Piazza Gramsci 1
San Giovanni d`Asso (Siena)
Telefone: 0577 803268 – cel. 3497504247



Publicidade

Compartilhe este conteúdo:


Por Deyse Ribeiro
Twitter - Facebook - Google Plus - Instagram - RSS

Mapa

Participe e dê seu pitaco!