Calcio Storico Fiorentino, o futebol medieval de Florença – atualizado programa 2018

27/maio | por Deyse Ribeiro

Conheça a história do Calcio Storico Fiorentino, o futebol medieval de Florença, e o programa dos jogos de 2018.

calcio storico

calcio storico

Em 17 fevereiro de 1530, na Piazza Santa Croce, em Florença, ocorreu um dos desafios mais importantes da República Fiorentina ao Imperador Carlos V, quando a população sitiada por muitos meses pelas tropas imperiais, em desafio e para mostrar aos soldados que eles tinham força suficiente,  iniciou um jogo de futebol (Calcio em italiano), dando a impressão de não considerarem o exército do Império digno de atenção.

Essa evocação histórica, esse jogo folclórico, é lembrado e celebrado em Florença até hoje, mas com aplicação de poucas  regras e como uma forma de um desafio, jogado pelos quatro distritos históricos de Florença .

O Futebol “histórico” de Florença, que eu faço a tradução livre em português como FUTEBOL MEDIEVAL, também é chamado de Calcio em traje ou Futebol de libré, por causa dos trajes com que são vestidos os seus protagonistas.

Calcio_fiorentino_1688

Fonte: Wikipedia Commons

Qual a origem desse jogo?

Bom, os gregos praticavam um jogo chamado Sferomachìa, posteriormente integrada na tradição romana com o nome de Harpastum, desempenhado pelos legionários no período da fundação da “Fiorenza“, cerca de 59 a.C. Depois foi passando de geração em geração e, claro, as regras foram mudando. Passaram-se mais de 20 séculos, mas, como agora as partidas são disputadas por duas equipes em solos arenosos, as mínimas regras foram mantidas!

Na segunda metade do século XV, o futebol se espalhou pela população, foi praticado em toda parte. Muitas vezes era momento de alegria e diversão e até mesmo motivo de perturbação, com ruídos e gritos. Só havia respeito pela santidade de igrejas ou lugares de especial importância, que exigiam a paz e tranquilidade. Para tanto, foram aplicados pela cidade, nas paredes de alguns locais identificados e à vista de todos, os “posters“, neste caso de pedra, que determinavam a proibição de jogar bola. Neles está escrito: “Não jogar bola sob penas severas para os infratores “. Sinais que resistiram assim ao tempo, pois ainda hoje alguns desses “posters” são identificados nas fachadas dos prédios em Florença.

O jogo era tão popular que em janeiro de 1490, sendo o Arno completamente congelado, foi liberado o jogo no meio do rio congelado!

San Quirico

Uma subsequente reorganização do jogo levou os Florentinos a se envolverem em desafios reais!

Os jogadores (calcianti) são personagens masculinos de um jogo por vezes usado como demonstração de força e virilidade, e que foi jogado por grandes nomes, grandes fileiras de nobres, personalidades famosas da vida pública da cidade e das famílias mais importantes. Os jogos eram organizados geralmente durante o Carnaval.

Depois de um longo período de inatividade, que vai provavelmente entre  1700-1900, onde o futebol Fiorentino era jogado em eventos não oficiais e que não foram relatados nas crônicas da época, foi reorganizado um grande retorno em maio 1930, quando, para a festa do quarto centenário do Assédio de Florença, foi organizado um torneio entre os quatro distritos da cidade.

É boxe isso??? Gente o pau tá quebrando???? #calciostorico #passeiosnatoscana #florença   Uma foto publicada por Passeios Na Toscana (@passeiosnatoscana) em

Os bairros históricos de Florença são os “brancos” do Espírito Santo, o “Azzurri” de Santa Croce, o “vermelhos” de Santa Maria Novella e do “Verde” São João. O prêmio, um bezerro branco Chianina.

Até hoje, o torneio acontece em três partidas, duas semifinais e uma final. O sorteio para as duas primeiras batalhas tem lugar no domingo de Páscoa, na manifestação da “Explosão do carro” na Piazza del Duomo. É jogado com 27 calcianti por equipe da seguinte forma: 5 Sconciatori, 4 primeiro empregadores e 3 empregadores atrás,  e “15 corredores em três quadrilhas”.

No dia do jogo ocorre o desfile histórico da República Florentina. Composto para a ocasião por 530 pessoas fantasiadas de roupas Renascentistas, refere-se ao mesmo período da história, recordando os figurinos e os braços da República, quando Florença era governada pelo povo.

 

Um vídeo publicado por Passeios Na Toscana (@passeiosnatoscana) em

Eis alguns alguns calcianti (jogadores) famosos: Cosimo I de ‘Medici, Grão-duque da Toscana, Francesco I de Medici, Grão-duque da Toscana, Vincenzo Gonzaga, Duque de Mântua, Henry, Príncipe de Condé, Medici, o Papa Clemente VII, Alessandro de’ Giulio de Médici, o Papa Leão XI , Maffeo Barberini e o Papa Urbano VIII.

É, portanto, em Florença, a origem de Futebol e de alguns esportes que já estão entre os mais famosos no mundo. O futebol que conhecemos hoje, o futebol americano, o rugby,  tem origem ou foram inspirados por esta forma de “jogar bola”.

OCORRE NO MÊS DE JUNHO E A PARTIDA FINAL É NO DIA 24 DE JUNHO, DIA DE SÃO  JOÃO.

VÍDEOS:

A PARTIDA:

O QUE ACONTECE:

Regras do Jogo:

Os jogos têm uma duração de cinquenta minutos e são realizadas em um campo ao longo do dobro da largura, coberto com areia; uma linha branca divide o campo em dois quadrados iguais e todo no final de cada lado, é montada a rede (como o gol) onde deve ser colocada a bola para ganhar o ponto. Cada equipe é composta por vinte e sete calcianti (jogadores) e não há substituições.

São eles: 4 Datori Indietro (goleiros), 3 Datori Innanzi (zagueiros), 5 Sconciatori (centro de campo), e 15 Innanzi ou Corridori (atacantes).

1024px-Calcio_Storico_partita

Fonte: Wikipedia Commons

A partida é dirigida pelo Árbitro, assistido por seis juizes de linha e o Juiz Comissário que fica porém, fora do campo. Acima de todos, fica o marechal de campo que supervisiona o desenrolar do jogo e pode intervir para restaurar a ordem e manter a disciplina em casos de brigas em campo, que acontece sempre!

O jogo vai começar com o lançamento da bola pelo Pallaio na linha de centro e e depois de um disparo, começa dá-se início.
Deste ponto em diante, chutando as duas equipes vão tentar (por qualquer meio) levar a bola até o fim do campo adversário e depositá-lo na marcação da “caça” de rede (do gol). Para cada “caça” marcada, as equipes trocam de campo.

Como uma recompensa pela vitória, ocorre o gesto simbólico de entrega para a equipe vencedora de um bezerro da raça Chianina. Mais informações sobre a história e funcionamento do jogo você pode encontrá-los em www.calciostoricofiorentino.it

calcio storico 3

PROGRAMA 2018

Times:

  • Bianchi di Santo Spirito
  • Rossi di Santa Maria Novella
  • Azzurri di Santa Croce
  • Verdi di San Giovanni

OS JOGOS

9 de junho de 2018 – Azzuri Santa Croce X Rossi di Santa Maria Novella
10 de junho de 2018 –  Bianchi di Santo Spirito x Verdi em San Giovanni
24 de junho de 2018 – FINAL

O programa de cada dia do torneio  inclui:
15:30 – O desfile histórico da República Florentina composta de mais de 500 pessoas pelo centro, e começa na Piazza Santa Maria Novella;
16:00 – Início do desfile que atravessa a via Tornabuoni, via Strozzi, piazza Repubblica, via Calzaiuoli, piazza Signoria, via de’ Neri até chegar a Piazza Santa Croce;
16:00 – O “Madonnas” Florentinas aguardam o desfile histórico no Palazzo Vecchio junto com o Gonfalone di Firenze. Eles executam o Ballo della Riverenza e della Disfida, (Dança de reverência e o Desafio), na Piazza della Signoria; um balé Renascentista de grande teatralidade.
17:00 – Jogos de Bandeiras com os  Bandierai degli Uffizi na arena da Piazza Santa Croce;
17:15  – recomeça a procissão da República Florentina e cerimônia de saudação;
17:30 – Início do jogo

Transmissão ao vivo

A transmissão ao vivo será pela RTV38 para todos os 3 jogos a partir das 17:00, junto com dois representantes dos times, no Canal Digital Terrestre 15. Os jogos também serão transmitidos em streaming na www.rtv38.it local

Eventos associados

  • 30.06.2018 – Giostra del Giglio – às 19hs – 
  • 24.06.2018 – oferta dei Ceri (velas) – às 8:00 missa dedicada aos falecidos da Sociedade de São João “Misericórdia”, e às 10h30 a cerimônia solene na Catedral com a oferta das longas velas.Nos tempos antigos era obrigatório que nobres e senhores de Florença fizessem uma oferta ao Santo Padroeiro da cidade, que consistia em velas e postes. Uma parte das velas doadas a San Giovanni foi então queimada durante todo o ano no Batistério dedicado a San Giovanni, localizado em frente ao Duomo. Com o aumento do poder de Florença, as velas tornaram-se enormes e cada vez mais adornadas. Ainda hoje, na manhã de 24 de junho, a Procissão da República Florentina com o Cerimonial vai da Piazza della Signoria, juntamente com as Autoridades da Cidade para o Batistério para oferecer as velas ao seu Patrono, após o qual a missa solene é celebrada com a exposição da relíquia do Santo.
    • 8h30 – a Procissão Histórica da República Florentina começa na Piazzetta di Parte Guelfa, na Via Porta Rossa, na Via Calimala, na Piazza della Repubblica, na Via Roma, na Piazza San Giovanni, na Piazza Duomo; Loggia del Bigallo (parada);
    • às 9h Na Loggia del Bigallo ele se juntará ao Corteo da Società S. Giovanni e seguirá para a Piazza del Duomo, a Via Calzaiuoli, a Piazza della Signoria (parada para a homenagem ao prefeito) Piazza della Signoria, Via Calzaiuoli, Piazza São João
    • (chegada ao batistério para a cerimônia);A Procissão da República Florentina, da Piazza San Giovanni, continuará no seguinte caminho:da Piazza S. Giovanni, Via Roma, Piazza della Repubblica, Via Calimala, Via Porta Rossa, Via Pellicceria, Piazzetta di Parte Guelfa (chegada)
  • 16.06.2018 – torneio de Minirugby para jovens atletas
  • 15.06.2018 – torneio das velhas glorias – jogo com antigos componentes do Calcio storico

A edição 2018 da Giostra del Giglio será realizada sábado 30 de junho às 19:00 Sem Piazza Santa Croce precedido por um desfile histórico da República de Florença, que vai passar nas quatro principais igrejas da cidade para chegar à Piazza della Signoria, onde haverá a cerimônia de distribuição lanças para jogadores que participam do torneio renascentista que terá lugar na Piazza Santa Croce onde será precedido por uma apresentação dos jogadores de bandeiras, os Bandierai  degli Uffizi.

A Giostra del Giglio é um evento oficial da cidade de Florença, que tem suas raízes históricas na Idade Média e Renascença, quando as cidades eram disputas frequentes nos passeios e jogos de armas por ocasião de festas religiosas e visitas das personalidades mais altas da época.

O evento equestre terá lugar na Piazza Santa Croce, onde vão se enfrentar em dezesseis carreiras cavaleiros que, com velocidade e habilidade, serão capazes de fincar com a sua própria lança os anéis colocados na “máquina do Giglio”.

Os quatro times de cavalos representam os quatro distritos históricos de Florença, cada um distinto de sua cor. Ou seja:

  • o Rosso para Santa Maria Novella,
  • o branco para Santo Spirito,
  • o Azzurro para Santa Croce e
  • o verde para San Giovanni.

O torneio vai desafiar os bairros na ordem do sorteio realizado no domingo de Páscoa para a explosão do carro. O vencedor será premiado com o “cencio della vittoria” (um tecido pintado) e la “lancia guelfa”(uma lança espacial) para celebrar o triunfo da última vontade, em seguida, serà gravado com a data e o nome do vencedor em memória do bairro que  a glória foi obtida.

Ingressos 2018:

A compra de bilhetes pode ser feita SOMENTE  diretamente para BoxOffice Toscana no complexo do Murate em Florença, via delle Vecchie Carceri 1 – tel. 055-210804, com pagamento em dinheiro.

  • Tribuna onore centrale  € 80
  • Tribuna onore laterale   € 60
  • Tribuna numerata         € 40
  • Tribune popolari           € 29

San Quirico_1

 

banner2

Não deixe de baixar os mapas grátis da Toscana aqui!

[/box-links]

*Este post contém indicações para  serviços de afiliados. Para ver nossa política de monetização, clique aqui.


Publicidade

Compartilhe este conteúdo:


Por Deyse Ribeiro
Twitter - Facebook - Google Plus - Instagram - RSS

Participe e dê seu pitaco!