O Duomo de Siena

16/out | por Deyse Ribeiro

Conheça o Duomo de Siena, uma catedral dedicada a Santa Maria Assunta e considerada um dos monumentos mais imponentes da Itália.

O Duomo de Siena foi construído no ponto mais alto da cidade e é, sem dúvida, uma das igrejas góticas mais incríveis da Itália. Ela é impressionante tanto por fora quanto por dentro, e nela trabalharam alguns dos maiores artistas do país, como Donatello, Pinturicchio, Lorenzo Ghiberti, Nicola Pisano e Bernini.

Catedral de Siena

A preparação para a construção da catedral de Siena durou muitos anos, iniciando em 1196, mas o transporte do material que serviria para erguer a catedral , como os mármores, só começou em 1226. Em 1264 terminou a construção da cúpula e em 1313 a torre campanária, que tem quase 77m de altura, uma estrutura impressionante em estilo românico. Em 1339 foram iniciadas outras obras, como a construção do corpo principal, algo que aumentaria o tamanho da catedral em mais de duas vezes, tornando-a a maior catedral do mundo na época.

Curiosidade: a palavra Duomo é utilizada como sinonimo de catedral na Itália e vem da palavra em latim “domus”, que significa casa.

siena - santa catarina_2

A Fachada e a Torre Campanária

A fachada da catedral é de tirar o fôlego, uma obra-prima do design e da escultura de Giovanni Pisano, com uma bela rosácea e mosaicos venezianos, tudo em harmonia com a torre e seus mármores verdes, vermelhos e brancos. É considerada uma das melhores realizações do gótico italiano.

catedral-de-siena_1

Três portas da mesma altura ocupam quase toda a largura da fachada. Lindas esculturas detalhadas decoram as áreas restantes de forma muito harmoniosa, não dando aquela sensação de exagero que às vezes acontece em outras catedrais. Para proteger as esculturas originais da ação do tempo, a maioria delas foi substituída por cópias idênticas no final do século XIX. Na porta da torre, contruída no século XV, há um baixo-relevo da Virgem Maria com o Menino Jesus atribuído a Donatello.

siena - santa catarina_3

Interior:

As faixas alternadas de mármore escuro e claro que caracterizam a fachada e o campanário da catedral, continuam também dentro, causando um grande impacto quando entramos nela. Essas faixas dramáticas quebrar a gravidade das suas colunas verticais e se estendem sobre as paredes acima.

Catedral de Siena

interno da Catedral

A geometria das listras brancas e pretas esverdeadas contrasta com o teto, de um surpreendente azul com estrelas douradas, tema que continua na cúpula. Acima dos arcos arredondados da nave há algumas imagens de Cristo e de 171 papas e nos tímpanos dos arcos há bustos em terracota de 36 imperadores romanos.

A parede interior da fachada tem relevos do século 15 que representam a vida de Nossa Senhora e da história de Sant’Ansano; os vitrais ilustram a Última Ceia.

siena_10

 

O piso de mármore:

O piso, formado por um mosaico de mármore, é um dos mais belos pavimentos da Itália, e foi realizado entre os séculos XIV e XVI. Esta grande obra de arte cobre toda a área da catedral e consiste em 56 diferentes painéis, retratando diversos temas.

DCIM100GOPROGOPR1268.

Duas técnicas foram utilizadas para executar os grandes mosaicos, o chamado commesso marmoreo e a técnica do graffito. Neste último, as primeiras tarsie (em forma de desenhos) eram traçadas sobre os pedaços de mármore branco, com pequenos furos feitos com cinzel e broca, em seguida, preenchidas com estuque preto. Por fim, com a técnica de commesso marmoreo, foi-se acrescentando mármores coloridos combinados em conjunto, fazendo assim o desenho final.

siena catedral_5

Pela maior parte do ano, o piso fica coberto, a fim de preservá-lo.

siena catedral_6

O Púlpito

É quase impossível dar destaque a um único trabalho na catedral, mas se há um incomparável é o púlpito de mármore esculpido por Nicola Pisano e seus alunos. Feito entre 1256 e 1268, é uma das maiores obras de arte da Toscana. De forma octogonal, é formado por colunas de granito, pórfiro, e de mármore verde.

catedral-de-siena

Nas colunas externas, se alternam leões de pedra, nas internas alegorias das sete artes liberais e da filosofia. Acima dos capitéis há personificações das virtudes. Do lado de fora do púlpito em si há sete relevos magnificamente esculpidos em mármore de Carrara: a natividade, a adoração dos reis magos, a fuga para o Egito, a matança dos inocentes, a crucificação, e o Juízo Final.

 

Afrescos da Libreria Piccolomini

Ao lado da catedral fica a Biblioteca Piccolomini, onde está guardada uma rica coleção de livros de coro. Iniciada em 1495, a biblioteca foi construída para o Cardeal Francesco Piccolomini (mais tarde Papa Pio III) para abrigar uma valiosa colcção de manuscritos musicais do século 15 iluminados.

piccolomini

Os afrescos coloridos que cobrem as paredes e o teto foram pintados entre 1502 e 1508 por Pinturicchio e seus alunos. Eles representam 10 cenas da vida do tio do cardeal, Enea Silvio Piccolomini, que se tornou Papa Pio II. O teto da biblioteca é coberto com afrescos de Pinturicchio – o brasão de armas Piccolomini cercado por figuras mitológicas, separadas por faixas ou desenhos ornamentais.

catedral-de-siena_3

Altar Picolomini

Localizado ao longo do corredor esquerdo, foi encomendado pelo cardeal Andrea Bregno de Siena Francesco Todeschini Piccolomini, posteriormente Papa Pio III. O objectivo era o de dedicar uma grande obra artística no tio de o Papa Pio II, comemorando tanto a presença política e cultural da família Piccolomini em Siena.

catedral-de-siena_1

Andrea Bregno realizou o altar de mármore de Carrara entre 1481 e 1485, porém não terminou as 16 estátuas e o altar central. Em 1501 o Cardeal, encomendou a realização de uma jovem Michelangelo, que entre 1501 e 1504 criou quatro estátuas para os nichos mais baixos: São Pedro e São Pio, à esquerda, São Paulo e São Gregório Magno no lado direito. Mas Michelangelo foi crescendo rapidamente e começou a receber demandas muito mais importantes, como o famoso David. Ele acabou abandonou o projeto, deixando o altar para sempre inacabado.

Batistério

O belo batistério de San Giovanni foi construído em estilo gótico em 1316 – 1325. O seu interior é impressionante – é decorado com afrescos que foram feitos por Vecchietta e outros pintores entre 1447 e 1450. Infelizmente, esses afresco foram desajeitadamente “restaurados” no final do século 19, destruindo sua qualidade artística quase inteiramente. Na frente da abside, em uma base hexagonal, há uma fonte de mármore criada no início do século 14, provavelmente por Iacopo della Quercia. Os seis lados da fonte têm relevos em bronze de cenas da vida de João Batista esculpidos por Iacopo della Quercia, Giovanni di Turino, Lorenzo Ghiberti e Donatello.

Batistério

Batistério

Capela de São João Batista

No braço esquerdo do transepto (a galeria transversal que separa a nave central do corpo da igreja, formando com ela o desenho de cruz) fica a Capela de São Batista, com um belo portal início do século XVI realizado por Lorenzo di Mariano.

DCIM100GOPROGOPR1271.

A capela guarda um dos tesouros da catedral, uma estátua de bronze de João Batista realizada por Donatello em 1457. Há também uma estátua de Santa Catarina de Alexandria realizada por Neroccio em 1487. Os afrescos mostrando cenas da vida de São João Batista e dois retratos são de Pinturicchio.

A cripta

Vale a pena também visitar a cripta da Catedral de Siena. Apesar do caminho tortuoso, você vai se surpreender com o que você verá. Ao contrário da maioria das cripta das igrejas, escuras e sombrias, esta é cheia de cores, e é considerada uma das recentes descobertas arqueológicas mais importantes.

Em 1999, quando a catedral encomendou ordenou escavações para recuperar alguns ambientes ligados a dois oratórios adjacentes, foi inesperadamente encontrado um ciclo de afrescos de cenas do Novo Testamento realizados por vários de Siena artistas proeminentes do final do século XIII. Em outra sala estão os originais das estátuas da fachada da catedral, agora substituídas por cópias.

siena - santa catarina_5

O Museu da Catedral de Siena (Opera del Duomo)

O Museu da Catedral abriga uma coleção de artefatos que foram retirados do Duomo para garantir a sua preservação. O museu exibe uma seleção de pinturas originais, vitrais e estátuas e vale a pena dedicar alguns minutos para visitá-lo.

Destacam-se também os relevos de Nicola Pisano e Giovanni Pisano, como um magnífico relevo de Nossa Senhora com o Menino Jesus, e a Maestà de Duccio di Buoninsegna – o maior retábulo já pintado.

Ainda, eu super indico visitar o alto dos restos da ampliação da Catedral, possível através do Museu, você terá uma vista maravilhosa lá do alto!

siena - santa catarina_1

A porta do céu

Não deixe de ler o texto que escrevi sobre a porta do céu, ou porta del cielo, uma visita à catedral do alto! Leia –> Uma visita diferente ao Duomo di Siena – a porta del cielo

siena catedral_21

Observações importantes

  • Vista-se adequadamente: Este é um local de culto e as mulheres devem entrar com os ombros cobertos e roupas não muito curtas.
  • Horários: de 2 de novembro a 28 de fevereiro: 10:30 – 17:30 (feriados 13:30 – 17:30) / de 1 de março a 1 de novembro: 10:30 – 19:00 (feriados 13:30 – 18:00)  / Período de 26 de dezembro a  – 10 de janeiro: 10:30 – 18:00 (feriados 13:30 – 18:00)

Ingressos

OPASIPASS – Ingresso para entrar em todos os ambientes
11/01-29/0201/03-28/0629/06-31/0701/08-17/0818/08-26/1027/10-31/10
PREÇO€ 8,00€ 13,00€ 15,00€ 13,00€ 15,00€ 13,00

Veja todos os outros tipos de ingresso clicando AQUI.

 



Publicidade

Compartilhe este conteúdo:


Por Deyse Ribeiro
Twitter - Facebook - Google Plus - Instagram - RSS

Participe e dê seu pitaco!