Se você estiver em Florença não deixe de conhecer o Mercado de San Lorenzo (São Lourenço), um mercado interessante multicolor que quase incorpora o Mercado Central de Florença, o mercado alimentar que falei nos 2 textos anteriores.

IMG_2101

Leia mais sobre os Mercados de Florença:
– O Mercado Central de Florença: lugar da gastronomia italiana – parte 1
– O Mercado Central de Florença: lugar da gastronomia italiana – parte 2
– Mercados e Feiras em Florença
– Tour dos Mercados de Florença

A história:

Antes existia em Florença, entre os anos um Mercado que ficava as margens do rio Arno, porém quando Florença passa a ser a capital da Itália (1865 ate 1870), ha a necessidade de reformas na cidade para acolher todas as instituições  de governo e os mercados sofrem a sua primeira mudança e são colocados em torno a Basílica de San Lorenzo. Com a inauguração do novo Mercado Central em 1874, decidiu-se  colocar cada vez mais próximo ao Mercado Central as “bancas” para assim, aumentar o circulo de clientes.

E assim foi por fui anos, até o último prefeito Matteo Renzi, que hoje é o primeiro ministro da Itália, que conseguiu liberar a Basílica de San Lorenzo do Mercado, possibilitando agora, a sua visão completa. O mercado então hoje, circula o Mercado Central e Piazza del Mercato.

ANTES

1

don-t-be-put-off-by-this

DEPOIS:

sem o mercado a lateral da Basilica ficou mais linda
sem o mercado a lateral da Basilica ficou mais linda

Mercado2mapa

A área marcada de vermelho é a área do Mercado de San Lorenzo.

Parece um monte de camelôs, mas na verdade todos eles tem licença (e dizem que não é barata) para poder vender seus produtos ali, e muitos deles são os proprietários também das lojas próximas. O interessante para o turista brasileiros é que ali muitos dos que atendem são brasileiros, o que facilita na hora da negociação!

timthumb

Este mercado é a mais importante de Florença, a maior e a mais central também. Fica bem pertinho da estação de trem e da Basílica de San Lorenzo.

IMG_2097

Neste mercado você encontra roupas, lembrancinhas, chapéus, bolsas, casacos, cintos, carteiras, artigos de couro em geral, já que Florença tem uma grande história de artesanato com o couro, é só lembrar que Gucci nasceu aqui não é?

Mas porque nas cidades próximas a Florença, como Santa Croce sull’Arno, San Miniato, entre outras, há uma grande produção de curtume (local onde se processa o couro cru) e, depois da segunda guerra os franciscanos da Basílica de Santa Cruz decidiram abrir uma escola do couro para ensinar aos órfãos de guerra, a trabalhar o couro, ja que havia tanto curtume próximo de Florença, mas pouca mão de obra habilidosa para criar bolsas, sapatos e outros acessórios. Assim nasce Florença, como referência do couro na Itália.

IMG_2103 IMG_2104

Você pode encontrar bolsas a partir de 20 euros!

IMG_2100

Alias é um bom local para se comprar bolsas, cintos, carteiras e jaquetas de couro, o preço é bem melhor que nas lojas e no Brasil, com certeza. Praticamente todos são realizados em Florença ou na Toscana, é só ler a etiqueta pra não correr riscos e confirmar o MADE IN ITALY.

Bom lugar para “tratar um bom preço”, comprar aquelas lembrancinhas de viagem.

IMG_2105

HORÁRIO: Fica aberta todos os dias da semana, das 9 as 19 e no verão estende-se por mais 1 hora.

ONDE: É logo ali quase escondido no meio das barracas está o Mercato Centrale, que é um mercado alimentar que eu ja falei nos dois textos anteriores.

Passa pelas seguintes ruas:
– Via dell’Ariento
– Via Sant’Antonio/ Rosina
– Via Panicale
– Piazza del Mercato Centrale

Leia mais sobre os Mercados de Florença:
– O Mercado Central de Florença: lugar da gastronomia italiana – parte 1
– O Mercado Central de Florença: lugar da gastronomia italiana – parte 2
– Mercados e Feiras em Florença
– Tour dos Mercados de Florença

5 comentários em “Dica de Compras: Mercado de San Lorenzo”

  1. Passei nesta feira na semana passada em Florença e sinceramente fiquei com sérias dúvidas em relação aos lenços, cachecóis etc que eles vendem por lá. Fica difícil saber se é made in Italy ou made in China, eles colocam apenas um adesivo nos lenços com: made in Italy. Acabei comprando apenas um lenço,que a vendedora jurou de pés juntos ser feito na Itália… mas é impossível saber de onde, efetivamente, foram fabricados. Vi que a maioria dos itens em couros eram de, praticamente, duas “marcas” florentinas. Parece que seria melhor ir direto à fabrica. Se eu voltar para lá, certamente irei procurar a fábrica e não perder tempo negociando com os árabes no meio da feira. Em tempo: usei os seus mapas para ir aos locais em Florença e deu tudo certo, agradeço desde já.

    1. Ola Mario, os lenços e cachecóis, muitos deles são made in tailand, china, etc … é verdade, mas o couro é mesmo italiano, meu cunhado trabalha na área. Não ponho a mão no fogo por todos que estão ali, mas sei que a maioria é mesmo fabricação fiorentina. Na área de Santa Croce ha várias fabricas, mas confesso que porque são as fabricas elas cobram carissimo! Os preços da feira de San Lorenço ainda são os melhores da cidade. Se quiser ver o trabalho fiorentino do couro visite a Escola do Couro de Santa Croce (fica atras da igreja) mas o preço é altissimo… digas que voce paga pra ver! hahaha Eu também acho muito ruim que os próprios italianos coloquem nas feiras os árabes e indianos para vender ja que eles não sabem italiano… chato isso! Mas em compensação tem muito brasileiro la trabalhando de vendedor. Fiquei muuuuuuito feliz que os mapas te ajudaram!!! Você não sabe a alegria que dá o retorno de vocês leitores! OBRIGADA MESMO!!! um grande abraço!

  2. Pingback: Passeios na Toscana - Mercados e Feiras em Florença

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *