O que é o Ferragosto?

 •  0

By

Todos dia 15 de agosto na Itália se comemora o Ferragosto, mas poucas pessoas sabem o que significa, e porquê muitos comércios fecham. Você sabe?

O nome do festival Ferragosto vem do latim feriae Augusti (repouso de Augustus), em homenagem a Octavian Augustus, o primeiro imperador romano, que dá o nome ao mês, Agosto. Foi um tempo de descanso e celebrações instituídos pelo próprio imperador em 18 a. C., como enraizada na tradição dos Consualia, festas que celebram o fim do trabalho agrícola, dedicado ao deus Conso que na religião romana era o deus da terra e da fertilidade.

Em todo o Império na data se organizavam festivais e corridas de cavalos e de animais de tração, não utilizados para trabalhar nos campos, eram adornados com flores. Além disso, era costume naqueles dias, os agricultores faziam seus melhores desejos aos proprietários da terra, em troca de uma gorjeta.

Antigamente como uma festa pagã, era celebrado no dia 1 de agosto. Mas os dias de descanso e de festa eram na verdade muito mais, até mesmo o mês todo, com o dia 13 em particular, que era dedicado à deusa Diana.

Assunção de Maria

De celebração pagã à festa católica, o aniversário foi assimilada pela Igreja Católica em torno do século VII, para celebrar a Assunção de Maria, festividade que foi instituída no dia 15 de agosto. O dogma da Assunção (reconhecido como tal, só em 1950) afirma que a Vergine Maria foi “assumida”, ou seja, aceita no céu com a alma e com o corpo.

Hoje o feriado de ferragosto é um dos mais esperados na Itália e símbolo de viagem. O culto da viagem, ou do passeio fora da cidade nasce com o fascismo. Nos seus vinte anos de fascismo, o regime organizou viagens populares através de associações de trabalhadores, através da criação dos “trens populares de Ferragosto”, para permitir que os mais pobres pudessem visitar a Itália e viajar para as praias.

Hoje aqui celebramos o Ferragosto, especialmente entre os jovens, a partir da noite do dia 14, organizando fogueiras na praia, uma metáfora para a vitória do Sol no ciclo anual. À meia-noite, então, é regra, para quem esta na praia um mergulho, um símbolo de purificação e regeneração.

Mas as crianças e adolescentes comemoram a data com os “gavettoni“, literalmente jogam balde de água uns aos outros. Aqui na Toscana é muito comum na praia, e entre amigos mesmo na cidade! Cuidado, fique atento pra não levar um gavettoni!

Comes e bebes: Apenas um churrasco, velhos amigos e um vinho fresco. Outro costume típico deste dia é a cocomerata (se come muito cocomero – em português, melancia), em alguns locais fazem até a corrido da melancia, quem chega primeiro come o melhor pedaço, muito querida pelas crianças, acaba sempre animando os adultos também. Muitas vezes assume a forma de uma corrida real e, quase sempre, é responsável por muitas máquinas de lavar 🙂

O biscoito de meados de agosto, típico de Pitigliano, é outro costume gastronômico de agosto. É um donut de tamanho variável, com cerca de 25 centímetros de diâmetro, tem uma cor externa marrom mas é mais amarelado por dentro. Tem um sabor muito forte a erva-doce e vinho.

O que abre e o que fecha no feriado?

Em geral, na semana do Ferragosto muitos escritórios e empresas fecham de férias, como restaurantes, supermercados, etc. Porém, nas cidades turísticas isso não é tão comum. Em Florença por exemplo, grande parte do comércio ligado ao turismo fica aberto, assim como os restaurantes. A abertura do comércio é livre, portanto cada um escolhe abrir como quiser, segundo o regime de abertura da sua loja. Por exemplo as grandes marcas como Zara e Renascente vão abrir depois do almoço.

Porém em Siena, Pisa, San Gimignano e Arezzo, é bem possível encontrar alguns restaurantes e lojas fechadas, abertas somente as lojas de suvenirs e alguns restaurantes. Portanto se você for no interior visitar vinícola verifique antes se estará aberta. Se for visitar cidades pequenas, não se preocupe, mesmo se alguns restaurantes fecham, tem sempre algum restaurante aberto no centro. Em Pisa e Siena você encontra restaurantes próximos aos pontos turísticos sempre abertos.

Antes, quando me mudei para a Toscana realmente muita coisa fechava porque é uma tradição muito respeitada de descanso, porém o fluxo de turismo é tão grande que aos poucos os proprietários de lojas e restaurantes acabaram cedendo para as vendas.

Quanto às igrejas, elas abrem sim, a maioria somente à tarde.

 

banner2

O Passeios na Toscana é uma empresa de venda de serviços turísticos, criada por Deyse Ribeiro, guia de turismo autorizado e especialista em turismo na Itália. Aqui você pode reservar tours particulares em português na Toscana e na Itália, além de serviços como transfers, sessões fotográficas, passeios de barco,  tours gastronômicos, aula de culinária, organização de casamentos e muito mais. Conheça nossos TOURS e EXPERIENCIAS.

Não deixe de baixar os mapas grátis da Toscana aqui!