Bagno Vignoni: natureza e banhos termais grátis

17/maio | por Deyse Ribeiro

Conheça comigo o vilarejo de Bagno Vignoni fica no Val D’Orcia, local conhecido na Toscana pela sua linda paisagem, e possui uma fonte de água termal, com área para banhos gratuitos.

Leia também:
Termas livres: onde fazer banhos termais grátis em meio a natureza na Toscana
Termas na Toscana: uma região rica de spas e banhos quentes
Terme di Saturnia: onde fazer banhos termais gratuitos em meio ao verde

Bagno Vignone, um pequeno vilarejo de aguas quentes em plena Val D’orcia! #PasseiosNaToscana #italia #italy #ValDOrcia #BagnoVignone #terme #termas #guiadatoscana

Uma foto publicada por Passeios Na Toscana (@passeiosnatoscana) em

Bagno Vignoni é absolutamente um dos vilarejos mais famosos do Val d’Orcia, cujas origens são antigas. Faz parte da cidade de San Quirico d’Orcia, na província de Siena, no coração do Parque artístico, natural e cultural Val d’Orcia é apreciado em toda parte por sua beleza e particularidade, e fica a 303 metros acima do nível do mar.

Bagno Vignoni 2_26

O que faz com que este pequeno vilarejo seja tão conhecido por aqui é a presença de um grande tanque onde existe uma fonte de água termal natural de origem vulcânica, o local é bastante pitoresco, pois todo o vilarejo se desenvolveu em torno desta fonte termal com uma forma retangular, chamado de “Piazza delle Fonti“.

História:

Graças as suas águas termais, Bagno Vignoni foi muito apreciada e frequentada desde os antigos etruscos e romanos, que deixaram numerosos testemunhos e achados arqueológicos. O interesse é que a reputação desta pequeno vilarejo ainda continuou ao longo do tempo. Também favorecida pela estreita passagem da Via Francigena, uma via de peregrinação que ligava o norte da Europa e cortava a Itália, o burgo de Bagno Vignoni foi o destino de muitos viajantes e peregrinos, ostentando muitas pessoas famosas da época, incluindo o Papa Pio II Piccolomini (que foi responsável pela boa fortuna de Pienza), Lorenzo, o Magnífico, e Santa Catarina de Siena.

bagno vignone_1

A partir do século 12 e ao longo do século 13, Bagno Vignoni tornou-se um ponto de parada para os peregrinos cristãos que viajam esta rota a caminho de Roma. Bagno Vignoni é descrito em um documento datado de 1334 como um “local de banho termal rodeado por edifícios e bares com uma capela no meio. Ele tem uma bela planta quadrada, com um terraço dividido em duas partes e um teto para proteger os enfermos”. Esta piscina, não é mais utilizado pelo público (veja mais abaixo), é um tanque enorme de água fumegante, que constitui a praça principal, criando um elemento de surpresa agradável. Os reflexos dos edifícios de pedra, os pavimentos de azulejos coloridos e vasos de gerânios em torno de toda a superfície do tanque ficam ali para encantar o visitante.

“Oh, ninfas que vivem nesses vapores, liberando o fogo eterno entre as ondas, restaurando a vida de quem sofre, eu vos saúdo e vos presenteio com águas abundantes. Trazei vós saúde para os doentes, e para os saudáveis, um doce banho. Para ambos, ser-vos-emos gratos. “

Este texto, inscrito em uma tabuleta de pedra em grego antigo, foi colocado sob a arcada de Santa Caterina, dedicando estas águas termais para as ninfas de fontes e rios, filhas de Zeus.

bagno vignone_6

A água termal:

O centro da vila é o lar da Piazza delle Sorgenti, onde mais de dois mil anos jorra de uma profundidade de 1000m, água termal a uma temperatura de cerca de 49 ° C. Ja na fonte, há a temperatura de 51/52 ° C. Esta água termal é classificada como bicarbonato-solfato-alcalino terroso, hipertermal.

A profundidade da água, traz muitas propriedades curativas: a abundância de sal, de cálcio, carbonatos de ferro, sulfatos, sódio e magnésio tem efeitos benéficos sobre os ossos, as, articulações, o sistema circulatório e à pele. Por isso são usados principalmente para banhos termais e tratamentos com lama-termal (como adjuvantes nas manifestações artro-reumáticas e nevrálgicas), e  também utilizados para inalações.

Bagno Vignoni 2_21

Onde fazer o banho termal gratuito ao aberto?

Depois de visitar este maravilhoso destino, retorne a bifurcação, onde fica o estacionamento e o ponto de informação turistico da cidade. Desça a avenida (de carro ou á pé) e siga o Rio Orcia.

Veja no link abaixo, marquei o percurso de carro e o percurso á pé. Atenção, o percurso á pé marcado é descida e por isso não indicado a criança e pessoas com dificuldade.

Não há placas e avisos sobre a piscina natural, nem sobre o trajeto, não se preocupe, é porque os proprietários dos hotéis com piscinas termais não querem publicidade deste local aberto, porque claro, é uma concorrência ao mercado local.

Bagno Vignoni 2_16

Essa piscina natural ao aberto tem água quente e pode ser utilizada o ano inteiro, no verão, use proteção para mosquitos, pois sendo em maio a natureza aberta, no verão há muitos pernilongos.

Não há nenhum tipo de serviços como bares, banheiros, etc, e por isso é melhor ja ir vestido com roupa de banho por baixo. Mas a piscina é sempre limpa e o afluxo de turistas é muito pequeno, especialmente porque a área é um pouco difícil de alcançar e aqueles que vêm aqui não vêm para caso .. A área é muito tranquila e você pode passar algumas horas relaxantes nas nascentes de água quente sem gastar um centavo!

Bagno Vignoni 2_18

Se você quiser fazer um banho termal em piscinas mais confortáveis há várias opções em hotéis, veja abaixo.

O que visitar na cidade?

A característica de Bagno Vignoni, além das águas termais, é sua estrutura que, apesar dos numerosos incidentes de guerra, devastação e incêndios que envolveram o Val d’Orcia na Idade Média, esta se manteve praticamente inalterada ao longo do tempo.

Loggiado (terraço) de Santa Catarina, ao lado do tanque, é assim chamado porque é dentro de um pequeno santuário dedicado a Santa Catarina de Siena.

Bagno Vignoni 2_27

Ao redor da piscina que eles estão dispostos a casas, pousadas, e mais tarde a igreja de San Giovanni Battista, onde agora você pode ver o fragmento restaurado de um afresco representando “Cristo ressuscitado” atribuída a Ventura Salimbeni, originalmente localizada na capela de Santa Catarina. Sabe-se que Catarina de Siena hospedado várias vezes em Bagno Vignoni, levada por sua mãe, que tinha a intenção de distrai-la do propósito de se tornar uma freira.

Próximo ao estacionamento, fica o Parco dei Mulini, ou parque dos moinhos, os restos arqueológicos, como ficam ao aberto, é possível visitar, ha ainda restos de moinhos medievais e você pode observar o caminho construído desde a idade média para a passagem da água termal.

Bagno Vignoni 2_9

Se você for curioso e gostar de belas vistas, pode visitar o Castelo di Vignoni, eu fui e achei muito lindo. O Castelo Vignoni com vista para a cidade é acessível tanto a partir San Quirico ou por Bagno Vignoni através de uma estrada de chão. É um Castelo do século XII, onde a porta do vilarejo, que em origem era murado, ainda é preservada, e possui uma torre central, unica que sobrou.

Você encontra ainda a Igreja de San Biagio de origem românica, onde em origem havia a fonte que está no Colegial de San Quirico d’Orcia e o crucifixo de bronze de Giambologna, preservada no Museu de Montalcino.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Onde comer?

Eu almocei no restaurante Il Loggiato, adorei! Meu marido comeu acquacotta, uma sopa típica da Val D’Orcia, e eu um nhoque de com molho de grão de bico e pecorino (maravilhoso), com um delicioso vinho Val D’Orcia DOC da casa.

Onde dormir?

Existem vários hotéis em Bagno Vignoni que possuem piscinas e tratamentos termais:

Albergo Le Terme 
Hotel 3*. Preços por pessoa: B & B € 49, meia-pensão € 59, as taxas ligeiramente mais elevados para fins de semana e feriados, fechado a partir do fim de novembro ao fim de dezembro. Há banheira de hidromassagem, sauna romana com piscinas terapêuticas e uma piscina termal principal. Estão disponíveis tratamentos de beleza, como banhos Rasul, banhos de ervas, terapia de lama e uma variedade de massagens.

Adler Thermae Spa & Relax Resort
Hotel 5 * oferece mais de 1000 m² de piscinas cobertas e ao ar livre e uma academia de 200 m² com vista panorâmica para o campo toscano.

Fonte: site Bagno Vignone Spa

Fonte: site Bagno Vignone Spa

Para tratamentos termais:

O Estabelecimento Termal di Bagno Vignoni esta fechado para reforma, fica no Loggiado de Santa Catarina.

Outra opção é utilizar os espaços dos hotéis que oferecem tratamento.

Como chegar:

De trem: Não ha estação de trem na cidade, e estação mais próxima é a de Chiusi-Chianciano Terme, que fica a 40 km.
De carro:
De Siena: pegue a S2 Cassia direção Roma, passe San Quirico e siga a estrada para Bagno Vignoni.
DeFlorença: pegue a auto-estrada A1 Florença – Roma: saia em Firenze Certosa, apanhe o Siena – Florença, em Siena, saia em Siena Sud e tomar a SS 2 Cassia seguindo as indicações para Monteroni d’Arbia – Buonconvento atingindo San Quirico d’Orcia. Siga as indicações para Bagno Vignoni.
De ônibus: veja as opções dos ônibus que tem parada em Bagno Vignoni (verifique bem se há ônibus de retorno)
B20 R – MONTALCINO-SAN QUIRICO-CASTIGLIONE D’ORCIA-VIVO D’ORCIA-CAMPIGLIA D’ORCIA-ABBADIA SAN SALVATORE-PIANCASTAGNAIO
B20 A – D’ORCIA-VIVO D’ORCIA-CASTIGLIONE D’ORCIA-SAN QUIRICO-MONTALCINO.PDF
R52 A/A – ARCIDOSSO-CASTEL DEL PIANO-VIVO D’ORCIA-CAMPIGLIA D’ORCIA-CASTIGLIONE D’ORCIA-BAGNO VIGNONI-SAN QUIRICO D’ORCIA
R52A/R -SAN QUIRICO D’ORCIA-BAGNO VIGNONI-CASTIGLIONE D’ORCIA-CAMPIGLIA D’ORCIA-VIVO D’ORCIA-CASTEL DEL PIANO-ARCIDOSSO
R54A/A – ABBADIA SAN SALVATORE-SAN QUIRICO D’ORCIA-BUONCONVENTO-MONTERONI-SIENA
R54 A/R – SIENA-MONTERONI-BUONCONVENTO-SAN QUIRICO D’ORCIA-ABBADIA SAN SALVATORE

Próximo de Bagno Vignoni:

Depois de visitar Borgo Vignoni, se você quiser continuar a explorar as mais belas aldeias do Val d’Orcia, visite San Quirico D’Orcia, Montalcino, Pienza ou o Parque Natural do Monte Amiata.



Publicidade

Compartilhe este conteúdo:


Por Deyse Ribeiro
Twitter - Facebook - Google Plus - Instagram - RSS

Participe e dê seu pitaco!