Viajar no inverno na Toscana: dezembro e janeiro

05/dez | por Deyse Ribeiro

Dezembro e Janeiro são ótimos meses para visitar Toscana.

As cidades estão vestidas com luzes para a temporada de férias, enquanto que nas vilas a atmosfera é mágica e nas montanhas a primeira neve aguarda todos os amantes de esportes invernais.

Atenção: texto com eventos de 2014, para ver os eventos de 2016, veja o texto —>Eventos e Mercadinhos de Natal na Toscana 2016

Dezembro e Janeiro são ótimos meses para visitar Toscana.

As cidades estão vestidas com luzes para a temporada de férias, enquanto que nas vilas a atmosfera é mágica e nas montanhas a primeira neve aguarda todos os amantes de esportes invernais.

MERCADOS E PRESÉPIOS
Fiz um post somente sobre as Feiras de Natal, leia aqui.
Há muitos mercados de Natal para visitar, para comprar o presente certo ou as mais belas decorações para a casa: um dos  mas mais marcantes é Mercado Alemão, ou chamado de “Heidelberger Weihnachtsmarkt” que fica na Piazza Santa Croce, trazendo um pouco da Alemanha ao coração de Florença. Até 21 de dezembro de Piazza Santa Croce é transformada com produtos de alemães, belas decorações da árvore e doces como o strudel, servido com um copo de vinho quente.

IMG_1549

Para aqueles que querem mergulhar no espírito de Natal mais tradicional, o que não falta na Toscana é presépio! Um dos mais interessantes é o de Palazzuolo sul Senio, o que leva para as ruas da vila mais de 150 representações da natividade, enquanto Cigoli , na província de Pisa, realiza um dos maiores presépios artísticos maiores da Toscana.
E para as crianças? Há muito por onde escolher entre a fábrica de Papai Noel em Pisa até os elfos da floresta em Camaiore, muitos eventos são adaptados exatamente para as famílias.

com a minha família em Abetone

com a minha família em Abetone

NEVE
Quem sonha com um Natal na neve só precisa descobrir as montanhas toscanas, um paraíso para os esquiadores : você pode enlouquecer com os mais de 50 km de pistas de Abetone, experimentar a emoção de caminhada nórdica na mata de Monte Amiata ou snowboard nas encostas Lunigiana e Garfagnana.

Ou ainda poderá se sentir em uma Montanha em Florença, com o Toscana Winter Park dell’Obihall: se você não pode ir as montanhas e se familiarizar com os esquis, até o dia 2 de março, você poderá aproveitar da Toscana Winter Park no Obihall em Florença. Aqui, além de patinação no gelo, você pode se dedicar aos esportes invernais. Para informações e preços clique aqui.

IMG_3269

pista de patinação

Ainda poderá patinar, com a grande pista de patinação no gelo criada em Piazza Vittorio Emanuele II em Pisa. Atraente para experientes e fãs de patinagem, com a oportunidade de viver mais intensamente o clima de Natal na cidade. A pista de gelo na Piazza Vittorio Emanuele II é aberto diariamente 10,00-24,00 de final novembro –  janeiro (datas a confirmar).
Nas próximas semanas farei um post somente com as pistas de ski da Toscana! Aguarde!

SPAS
Para umas férias relaxantes, os spas da Toscana são ideais: a Exposição sensorial de Chianciano Terme, também aberto no Natal e Ano Novo, as Termas de Montecatini até Saturnia muitas propostas para regenerar o corpo ea espírito de uma das nascentes termais da Toscana.

Essa é a gruta dos Granducas

Essa é a gruta dos Granducas

Um dos meus preferidos, o Bagni di Pisa, ainda oferece a opção de spa a noite, mesmo até para quem não esta hospedado no hotel. Já reservei o meu!

ARTE

As férias de Natal são um momento perfeito para visitar uma das grandes exposições atuais nos museus da Toscana: Florença: até 25 de Janeiro Palazzo Strozzi hospeda “Picasso e la modenità spagnola” (falei sobre ela aqui), possui cerca de 90 trabalhos de Picasso e outros artistas, incluindo pinturas, esculturas, desenhos preparatórios para a sua obra prima, “Guernica”, emprestado pelo Centro de Arte Reina Sofía de Madrid. Entre as exposições são obras-primas absolutas como Cabeça de Mulher (1910), Retrato de Dora Maar (1939), pela primeira vez, excepcionalmente exibido na Itália e O Pintor e a Modelo (1963) de Picasso, também Siurana, o caminho (1917) e Figura di Pássaro na noite (1945) por Miró, Harlequin (1927) de Dalí, e depois desenhos preparatórios, gravuras de Picasso para a sua grande obra-prima Guernica (1937), nunca antes mostrados em uma número tão grande fora de Espanha, com alguns empréstimos inéditos na Itália. A exposição “Puro, semplice e naturale nell’arte a Firenze tra Cinque e Seicento” no Ufizzi, até 6 de janeiro, uma exposição que pretende ilustrar a identidade da arte florentina, através de um contraponto rico entre a pintura e a escultura, dividindo a exposição em nove seções que compõem cerca de oitenta obras de trinta e cinco artistas. Ainda, no Palazzo Pitti, na Galleria dell’Arte Moderna, a exposição “Luci sul Novecento”, até 8 de março, exposição que lembra o centenário de sua fundação, propondo um teste de set-up para as coleções do século XX (não exibidas atualmente) e reorganizando assim a maneira de melhorar suas coleções dentro do núcleo de identidade fortemente Macchiaioli.

DPP_0005

Em Pisa: até dia 15de janeiro a exposição de um dos pilares da arte moderna, Igor Mitoraj, denominada “Angeli”. A exposição tras obras de bronze, de ferro fundido e 50 modelos em gesso, além de uma área inédita, pela primeira vez Mitoraj expõe seus desenhos e pinturas. Alias essa é a parte mais interessante, pois os gessos e os desenhos formam o que seria o seu “laboratório”, mostrando ao espectador como é o processo criativo do artista, uma exposição deslumbrante, já falei sobre ela aqui.

Ainda em Pisa, no Palazzo Blu, a exposição muito esperada, a do artista Amedeo Modigliani, uma seleção rica e cuidadosa das obras do Centro Pompidou de Paris, com magníficas obras de importantes coleções públicas e privadas, para recriar a atmosfera cultural em que ele desenvolveu a sua experiência emocionante na pintura e da vida artística de Modigliani a partir do momento de sua formação, em Livorno, até que ele se mudou para Paris em 1906. Junto com as obras de Modigliani, é exposto grandes obras-primas de seus contemporâneos e companheiros de aventuras em Montparnasse, incluindo Chaim Soutine, Pablo Picasso, Marc Chagall, Fernand Léger e muitas figuras populares, como Maurice Utrillo, Suzanne Valadon André Derain e Raoul Dufy, Juan Gris e Gino Severini.

Modigliani01_sito_

 

MUSICA


Não pode faltar a música no Calendário de Natal da Toscana:

– no Teatro Verdi em Florença: 

  • no dia 8 de dezembro de 2014, o Lago dos Cisneis, as 16.45 e 20.45, saiba mais aqui.
  • no dia 15 de dezembro de 2014, La Glenn Miller Orchestra, com o espetáculo THE HISTORY OF BIG BANDS.
  • no dia 24de dezembro de 2014, ha o concerto de Natal com BEETHOVEN Leonore n.3 op.72, BRAHMS, e DVOŘÁK Sinfonia n.9 op.95. Mais informações aqui.
  • no dia 31 de dezembro de 2014, GRAN CONCERTO DI CAPODANNO com MUSICHE VIENNESI E ITALIANE 
  • dia 04 de janeiro de 2015, a Viuva Alegre, opereta

– no Teatro del Maggio Musicale, em Florença:

  • 3 e 13 de dezembro de 2014 – concerto de Zubin Mehta com Pinchas Zukerman no violino, Edward Elgar – Concerto per violino in Si minore, op. 61 e Joseph Anton Bruckner, Sinfonia n. 4 in Mi bemolle maggiore WAB 104 Romantica. Informações aqui.
  • 23 de dezembro, um concerto para celebrar a chegada do Natal junto com Federico Maria, como compositor e maestro. Ao lado de duas de suas criações a Orquestra e Coro do Maggio Musicale Fiorentino interpretarão alguns trabalhos de Antonio Vivaldi: un mottetto sacro per soprano e il Gloria RV 588. Informações aqui.

 

SABORES


Toscana em dezembro é também um paraíso para os gourmands, de panforte até o Ricciarelli de Siena,  muitas são as opções de iguarias cozinhadas apenas durante as festividades de Natal, você tem que provar todas absolutamente!!! Leia o post sobre os doces típicos de Natal  aqui.

*Este post contém indicações para  serviços de afiliados. Para ver nossa política de monetização, clique aqui.


Publicidade

Compartilhe este conteúdo:


Por Deyse Ribeiro
Twitter - Facebook - Google Plus - Instagram - RSS

Participe e dê seu pitaco!